Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Dentre as pacientes que procuram os ambulatórios de Doenças Sexualmente Transmissíveis, é comum ter de fazer a distinção entre úlcera genital da sífilis primária e do cancro mole. O diagnóstico diferencial, com bases clínicas, pode ser feito adotando as seguintes observações:

A
no cancro mole, os bordos da lesão são elevados e dolorosos.
B
na sífilis primária, o fundo da lesão é purulento, de odor fétido, tendo os bordos planos.
C
normalmente, na sífilis primária há mais de uma lesão ulcerativa, dolorosa à palpação.
D
o cancro mole apresenta úlcera de bordos planos, dolorosos, de odor fétido, e, frequentemente, há mais de uma lesão.
E
na sífilis primária, a úlcera tem bordos elevados, com infecção secundária que produz odor fétido.
Sobre as hemorragias digestivas baixas (HDB), assinale o item ERRADO.
Conforme a classificação de Bismuth, uma lesão de via biliar principal a 3 cm da bifurcação é classificada como tipo:
Uma menina de 4 anos de idade é atendida apresentando febre e erupção cutânea. A febre apareceu há 6 dias, junto com uma dor de garganta, olhos secos e lábios rachados. Hoje, a criança se apresenta cansada e com temperatura de 38,8°C. As conjuntivas estão edemaciadas bilateralmente, e não há linfoadenopatia cervical e eritema das mãos e dos pés. A pele dos pés está descascando, como se tivesse sido gravemente queimada. A primeira conduta a tomar neste caso é:
Paciente de 64 anos, portadora de DM2 há 6 anos, hipertensa em uso de captopril 50 mg (1 comprimido ao dia) e metformina 850 mg (3 comprimidos ao dia), deu entrada na Emergência com quadro de febre, lombalgia e diurese diminuída. Submetida a exames: creatina 1,6 mg/dl, ureia - 85 mg/dl, depuração de creatina - 30 ml/min, EAS - nitrito positivo, piúria maciça, leucocitose - 18000 com 10 bastões e 75 segmentados, glicemia - 230 mg/dl. A melhor conduta é:
Compartilhar