Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Diante de um achado mamográfico de lesão não palpável classificada como BIRADS-3, a conduta mais recomendada é:

A
biópsia cirúrgica.
B
mamotomia.
C
core-biopsy.
D
mamografia em 6 meses.
E
mamografia em 1 ano.
Qual a lesão maligna mais comum que acomete a laringe?
Lactente, 4 meses, amamentada em seio materno, apresenta dificuldade de sucção. É constipada, não sustenta a cabeça, não sorri e dorme muito. Nasceu de parto domiciliar, não realizou testes neonatais de triagem nem vacinas. O peso de nascimento foi em torno de 4 kg, teve icterícia na face e tronco durante todo o 1º mês de vida, mas não foi tratada. Ao exame, a pele é fria e seca, a boca entreaberta, a fontanela anterior ampla; está hipoativa, hipotônica, e apresenta hérnia umbilical de 2 cm de diâmetro. Qual a hipótese diagnóstica mais provável para esta criança?
Paciente de 26 anos de idade, previamente hígido, com história de cólica renal recorrente e refratária há 4 dias, sem febre e diagnóstico de cálculo de 0,7 cm localizado no ureter distal esquerdo com hidronefrose acentuada associada. Na tomografia computadorizada de abdome apresenta borramento da gordura perirrenal ipsilateral e o cálculo tem densidade de 1.200 U.H. Qual o tratamento preferencial para esse paciente?
No recém-nascido exposto ao HIV, caso a criança possua 2(duas) cargas virais indetectáveis, de acordo com o Ministério da Saúde, o próximo procedimento seria:
Compartilhar