Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Dilatação da parede esofágica, que ocorre mais frequentemente em pessoas acima de 50 anos, sendo raramente diagnosticada em crianças, mais comum no sexo masculino, tratando-se de doença adquirida, sendo sua incidência de 0,1 a 1,8% nos exames contrastados do aparelho digestivo alto:

A
Anel de Schatzki.
B
Divertículo de tração.
C
Divertículo epifrênico.
D
Divertículo faringo-esofagiano.
E
Membrana esofágica.
Em relação ao tratamento de Hemorragia Digestiva Alta, é correto afirmar:
Assinale a opção correta com relação aos cuidados no pós-parto e à amamentação.
I.F.S., menino de 3 anos de idade em acompanhamento em serviço de referência por diagnóstico de nefroblastoma, aguardando tratamento cirúrgico, é levado ao pronto atendimento, por sua mãe, devido a queixas de diarreia há um dia, com cinco episódios de evacuação líquidas sem produtos patológicos, diminuição da ingestão alimentar e discreta diminuição do volume urinário. Não refere vômitos ou febre. As mucosas estão úmidas e coradas. A criança está alerta brincando pelo consultório. O exame abdominal revela discreto desconforto difuso, sem peritonismo, além da massa abdominal palpável. Aproveitando a oportunidade da consulta médica, a mãe do paciente resolve tirar algumas dúvidas sobre o transporte dele no carro. Com base nas informações apresentadas no caso clínico e conhecimentos correlatos, julgue o item a seguir. O nefroblastoma, ao contrário do neuroblastoma, costuma atravessar a linha média do abdômen.
Paciente do sexo masculino com 7 anos de idade, previamente hígido, apresenta queixa de dor no quadril e joelho direito, dificultando a deambulação. Ao exame clínico não há sinais inflamatórios; os exames complementares evidenciaram VHS, PCR e leucograma normais e os exames radiológicos foram inespecíficos. Na anamnese havia apenas relato de infecção do trato respiratório superior há cerca de 15 dias. Diante deste quadro, assinale o provável diagnóstico:
Compartilhar