Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Dona Glória, 62 anos, viúva, prendas do lar procurou seu médico com queixa de dispneia para caminhar no plano, edema de mmii, “falta de ar que piora à noite, melhorando quando ela se levanta e vai para janela tomar ar”. Ao exame o médico verificou pressão arterial de 140/90 mmHg, frequência cardíaca = 105 bpm. Trouxe um RX de tórax realizado em serviço de urgência que revelava índice cardio-toráxico = 0,6 e edema pulmonar interticial. Segundo os critérios de Boston para o diagnóstico da insuficiência cardíaca, qual a classificação para Dona Glória?

A
Diagnóstico definido.
B
Diagnóstico possível.
C
Diagnóstico provável.
D
Os dados fornecidos pelo caso acima não permitem fazer a classificação diagnóstica segundo os critérios de Boston.
Das etiologias de cirrose hepática abaixo, qual a mais frequente como indicação de transplante hepático no adulto atualmente no Brasil?
Qual das modalidades terapêuticas abaixo é a opção mais frequente para o manuseio das lesões esplênicas ocorridas em trauma abdominal fechado?
Paciente feminina, 24 anos, dá entrada no pronto-socorro com disfagia e dor torácica intensa, relatando ingestão voluntária de soda cáustica há 1 hora e 45 minutos. Apresenta frequência cardíaca de 108 bpm e frequência respiratória de 20 mrpm. Qual das medidas abaixo está formalmente contraindicada?
Assinale a alternativa que apresenta uma substância que inibe a liberação de gastrina e de insulina, reduz a motilidade gastrointestinal e é produzida no pâncreas, estômago e intestinos.
Compartilhar