Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Nefrologia

Dona Glória, 62 anos, viúva, prendas do lar procurou seu médico com queixa de dispneia para caminhar no plano, edema de MMII, “falta de ar que piora à noite, melhorando quando ela se levanta e vai para janela tomar ar”. Ao exame o médico verificou pressão arterial de 140/90mmHg, frequência cardíaca = 105bpm. Trouxe um RX de tórax realizado em serviço de urgência que revelava índice cardiotoráxico = 0,6 e edema pulmonar intersticial. Em relação aos exames complementares que o médico de família deverá solicitar, assinale a afirmativa INCORRETA:

A
O ECG auxilia na identificação ideológica e é um exame bastante acessível, devendo fazer parte da investigação de todos os pacientes.
B
A radiografia de tórax é empregada tanto no diagnóstico inicial como na identificação de descompensações clínicas.
C
A hiponatremia é achado frequente em insuficiência cardíaca e está associada à gravidade da doença.
D
A redução dos níveis de ureia e creatinina pode ser explicada pela ativação da enzima conversora da angiostensina.
Uma jovem de 22 anos realiza em seu consultório, pela primeira vez, a citologia oncótica de Papanicolaou. Ela tem vida sexual ativa há 5 anos e relata 3 parceiros sexuais nesse período. O exame ginecológico é normal, entretanto o resultado da citologia revela a presença de lesão intraepitelial escamosa de alto grau, identificada como NIC II, sem a presença de células endocervicais no esfregaço. A conduta mais apropriada para o seguimento dessa paciente é:
Escolar de 8 anos de idade é levado ao pronto-socorro com queixa de 24 horas de febre, cefaleia e vômitos. Ao exame físico observa-se sonolência e presença de rigidez de nuca. Liquor evidenciando 380 leucócitos, com 70% de polimorfonucleares, glicose de 22 mg/dl e proteínas de 65 mg/dl. Quais os agentes etiológicos prováveis para o caso?
Criança de 4 anos é trazida para atendimento por ser contato de adulto tuberculoso. Seu avô de 65 anos, que reside no mesmo domicílio que o menor está com tuberculose pulmonar bacilífera, em tratamento com esquema I do Ministério da Saúde há dois meses. A criança apresenta-se assintomática, com raio X de tórax normal e Prova Tuberculínica (PPD) de 13 mm. Qual a conduta mais adequada a ser tomada com essa criança?
Em relação à síndrome de West (espasmo infantil), considere as seguintes afirmativas: 1. Usualmente se inicia entre os 4 e 8 anos. 2. O eletroencefalograma mostra hipoarritmia. 3. As crises podem ser controladas com corticosteroides (ACTH). 4. O tratamento precoce controla as crises em mais de 90% dos casos. Assinale a alternativa correta.
Compartilhar