Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Dona Glória, 62 anos, viúva, prendas do lar procurou seu médico com queixa de dispneia para caminhar no plano, edema de mmii, “falta de ar que piora à noite, melhorando quando ela se levanta e vai para janela tomar ar”. Ao exame o médico verificou pressão arterial de 140/90 mmHg, frequência cardíaca = 105 bpm. Trouxe um RX de tórax realizado em serviço de urgência que revelava índice cardio-toráxico = 0,6 e edema pulmonar interticial. Segundo os critérios de Boston para o diagnóstico da insuficiência cardíaca, qual a classificação para Dona Glória?

A
Diagnóstico definido.
B
Diagnóstico possível.
C
Diagnóstico provável.
D
Os dados fornecidos pelo caso acima não permitem fazer a classificação diagnóstica segundo os critérios de Boston.
Em relação à dermatite atópica, assinale a INCORRETA.
Com relação às doenças do canal anal podemos afirmar:
RN a termo, com peso 2500g é trazido ao médico com 20 dias de vida por choro à manipulação desde o 4º dia de vida. Sua mãe não fez o pré-natal. Ao exame físico, estava em regular estado geral, com palidez cutâneo-mucosa, fígado palpável a 4 cm do rebordo costal direito e baço palpável a 2,5cm do rebordo costal esquerdo. Rx de ossos longos revela lesões periostais no úmero bilateralmente. O diagnóstico mais provável é:
Um adolescente de 13 anos de idade com dor em região da tíbia esquerda, que se agrava à noite e diminui com o uso de ácido acetilsalicílico, apresenta o exame físico normal. Na radiografia, é observada uma pequena área hipodensa circundada por formação óssea reacional na radiografia. Qual a hipótese diagnóstica?
Compartilhar