Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Nefrologia

Dona Glória, 62 anos, viúva, prendas do lar procurou seu médico com queixa de dispneia para caminhar no plano, edema de MMII, “falta de ar que piora à noite, melhorando quando ela se levanta e vai para janela tomar ar”. Ao exame o médico verificou pressão arterial de 140/90mmHg, frequência cardíaca = 105bpm. Trouxe um RX de tórax realizado em serviço de urgência que revelava índice cardiotoráxico = 0,6 e edema pulmonar intersticial. Em relação aos exames complementares que o médico de família deverá solicitar, assinale a afirmativa INCORRETA:

A
O ECG auxilia na identificação ideológica e é um exame bastante acessível, devendo fazer parte da investigação de todos os pacientes.
B
A radiografia de tórax é empregada tanto no diagnóstico inicial como na identificação de descompensações clínicas.
C
A hiponatremia é achado frequente em insuficiência cardíaca e está associada à gravidade da doença.
D
A redução dos níveis de ureia e creatinina pode ser explicada pela ativação da enzima conversora da angiostensina.
Indique o escore de Apgar para um recém-nascido, que no primeiro minuto de vida, apresentou respiração irregular (choro fraco), frequência cardíaca > 100, extremidades cianóticas (corpo róseo), discreta flexão de extremidades e tosse ao estímulo (irritabilidade reflexa):
A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que a triagem auditiva através do método de emissões otoacústicas (EOA) seja realizada antes do terceiro mês de idade em:
Jovem de 15 anos, hígida, com ciclos menstruais regulares (com duração de 7 dias em intervalos de 28 a 30 dias), veio à consulta por dismenorreia. Informou que ainda era virgem e que a menarca havia ocorrido aos 12 anos. A dor, que iniciara há 1 ano, 20 meses após a menarca, caracterizava-se por ser constante desde o primeiro sinal do fluxo até o último dia da menstruação. Ao exame clínico, não foram constatadas anormalidades e o hímen estava íntegro. Diante deste quadro, assinalar a alternativa CORRETA.
Assistência ao parto transpélvico deve seguir uma rotina adequada nas diversas fases do trabalho de parto. É dever do obstetra acompanhar continuamente o trabalho de parto interferindo quando necessário no bem estar materno e fetal. Teste seus conhecimentos assinalando a afirmativa correta.
Compartilhar