Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

Neurologia

Dorival, 68 anos, em pré-operatório de carcinoma bem diferenciado localizado no colo esquerdo. História de colonoscopia há dez anos, com remoção de pólipo de 1 cm de diâmetro. Seu irmão mais velho foi operado de câncer no colo aos 80 anos. Tem história prévia de trombose venosa profunda fêmoro-poplítea direita há 10 anos após fratura de ossos de perna e imobilização com aparelho gessado. O ecodoppler venoso recente mostra total recanalização do sistema venoso profundo direito, com discreto refluxo na veia femoral superficial. A heparina de baixo peso molecular devera ser utilizada em dose:

A
profilática após o procedimento cirúrgico e manutenção por 24 horas
B
plena 12 horas antes do procedimento cirúrgico até alta hospitalar
C
plena 12 horas após o procedimento cirúrgico até deambulação
D
profilática 12 horas antes do procedimento cirúrgico e a cada 24 horas até deambulação
Criança de 06 anos de idade apresenta-se com quadro de febre alta, dor torácica, dispneia, tosse seca. A radiografia de tórax mostra uma condensação pneumônica no hemitórax direito com discreto derrame pleural. O agente etiológico mais provável é:
Um neonato masculino de 1600g não apresentou nenhum problema na sala de parto, tem estatura de 48 cm, PC de 33 cm e nenhuma evidência de anormalidade física. A avaliação da idade gestacional pela data da ultima menstruação (DUM) e pelo exame neurológico indica que nasceu com 36 semanas. A mais provável complicação nas próximas 12 horas é de:
Das parasitoses abaixo, a que acompanha a eosinofilia é:
Mulher de 29 anos apresenta-se em trabalho de parto após gestação de 39 semanas. Foi diagnosticada durante o 2º trimestre da gestação como tendo diabetes gestacional e tratada com dieta. O exame ultrassonográfico mostrou um feto com peso de 4000g não se identificou nenhuma anomalia congênita. Após um parto prolongado, caracterizado pela falta de descida da cabeça, foi diagnosticada desproporção cefalopélvica e feita a intervenção cirúrgica (cesariana). Nasceu um neonato pletórico, com peso de 4000g. Constatou-se que o neonato exibia esforços respiratórios irregulares e uma frequência cardíaca de 100 bpm logo após nascimento. O índice de Apgar no 1º minuto foi de 05; o pH do cordão umbilical foi de 7.10. Este neonato está em risco dos eventos abaixo, exceto:
Compartilhar