Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Neurologia

Dorival, 68 anos, em pré-operatório de carcinoma bem diferenciado localizado no colo esquerdo. História de colonoscopia há dez anos, com remoção de pólipo de 1 cm de diâmetro. Seu irmão mais velho foi operado de câncer no colo aos 80 anos. Tem história prévia de trombose venosa profunda femoropoplítea direita há 10 anos após fratura de ossos de perna e imobilização com aparelho gessado. O ecodoppler venoso recente mostra total recanalização do sistema venoso profundo direito, com discreto refluxo na veia femoral superficial. De acordo com as características do câncer colônico de Dorival pode-se afirmar que:

A
existem critérios para se considerar câncer colorretal hereditário não polipoide (síndrome de Lynch)
B
o diagnóstico histológico provável da lesão ressecada no passado é pólipo hiperplásico
C
o quadro é sugestivo de polipose adenomatosa familiar
D
poderá ser encontrado tecido adenomatoso residual junto ao tumor do cólon, confirmando a sequência adenoma-carcinoma.
Paciente feminino, 49 anos, emagrecimento de 8 kg nas últimas 4 semanas, insônia, tremores e labilidade emocional. Peso atual = 72 kg. Tireóide de tamanho normal, sem nódulos, móvel e de consistência fibroelástica. Exames laboratoriais: TSH 0,001 (referência: 0,4-4,0mUI/mL) e T4L 1,60 (referência: 0,8-1,9ng/dL). Anticorpo anti-tireoglobulina positivo. Captação tiroidiana nas 24h (I131): 20%. A PRINCIPAL HIPÓTESE diagnóstica é: Referência: GOLDMAN, L.; AUSIELLO, D. Cecil - Tratado de Medicina Interna - 21ª Edição
Criança de 05 anos de idade já apresentou 05 episódios de pneumonia a partir dos 03 anos de idade; as radiografias anteriores mostram área de consolidação sempre em lobo médio. Mãe relata que a criança tem tosse seca persistente, às vezes produtiva, febril e com broncoespasmo leve. A radiografia de tórax revela a mesma imagem. Qual o provável diagnóstico, baseado nestas informações?
Paciente do sexo feminino, 29 anos. Há 5 anos, diagnóstico clínico e neurofisiológico de miastenia gravis, porém com anticorpo antirreceptor de acetilcolina negativo. Evoluiu com dificuldade de controle com tratamento medicamentoso. Submetida a timectomia, sem melhora dos sintomas. Houve melhora dos sintomas após a realização de 5 sessões de plasmaférese. Sobre esse caso, é correto afirmar:
Homem, 30 anos de idade, indigente, trazido ao pronto-socorro por queda do estado geral e tosse seca, não produtiva. Ao exame, encontrava-se desidratado ++/4, descorado ++/4, taquipneico (FR = 35 ipm) e febril (37,6ºC). Apresentava pectorilóquia áfona e sopro tubário em ápice à direita, em dorso. Assinale a alternativa correta:
Compartilhar