Questões na prática

Clínica Médica

Ginecologia e Obstetrícia

Endocrinologia

Cardiologia

Reumatologia

Drª Rebeca recebe no seu ambulatório de pré-natal de alto risco a paciente Rosa, de 33 anos, portadora de lúpus eritematoso sistêmico, com idade gestacional de 20 semanas, Gesta IV/0, III abortos espontâneos. Ela trouxe resultados de exames que revelaram a presença de anticorpos antiSSA/RO e antiSSB/LA. O feto de Rosa poderá apresentar as alterações de:

A
meningomielocele e luxação congênita do quadril.
B
atresia de esôfago e hepatoesplenomegalia.
C
bloqueio cardíaco congênito e miocardite.
D
agenesia renal e hepatoesplenomegalia.
O sinal de Prehn refere-se à (ao):
Lactente, portador de comunicação interventricular, apresenta dificuldade para alimentar-se. Além disso, está com dificuldade, há dois meses, em ganhar peso. Encontra-se apático e taquipneico. Na ausculta pulmonar nota-se sibilos difusos. Fígado a 3,5 cm do rebordo costal direito. Baço e rins impalpáveis. Afebril. Diante do exposto, o lactente apresenta provavelmente sinais clínicos de:
Dentre as causas de hemorragia digestiva baixa, assinale a principal causa de sangramento de grande volume em paciente de 55 anos.
As contraindicações à amamentação devem ser criteriosamente identificadas para não se perder a oportunidade de oferecer o leite materno a um lactente. Marque a situação que exige a interrupção da amamentação, pelas evidências ou risco significativo de efeitos colaterais importantes no lactente.
Compartilhar