Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Durante a consulta ambulatorial, um homem de 40 anos de idade relatou episódios recorrentes de dor intensa na região periorbitária direita, associados a hiperemia conjutival, lacrimejamento, rinorreia e ptose palpebral que também ocorrem no lado direito; esses eventos têm duração de uma hora (dois episódios diários, geralmente noturnos que acordam o paciente). Ele informou também que fica até duas semanas sem cefaleia.No exame clínico, constataram-se ptose palpebral, miose e ausência de sudorese na hemiface direita. Considerando as informações acima, julgue o item que se segue. Prednisona é o tratamento medicamentoso mais recomendado para cefaleia do paciente em questão, na dose de 60 mg/dia.

A
CERTO
B
ERRADO
Um menino de 03 anos é levado ao pronto-socorro do HUCAM por sua mãe, com um quadro de retenção urinária aguda de 6 horas de duração. Tem abdômen doloroso a palpação. O sinal vésico-peniano é evidente. Qual é o provável diagnóstico?
Um paciente obeso, hipertenso controlado com vasodilatadores, alcoolista, não diabético, trabalha 16 horas por dia como vendedor em um bar da periferia. Refere ter no final do dia pernas que incham e pela manhã estão livres do edema. Há 4 dias, pela tarde, iniciou mal-estar geral caracterizado por dor no corpo, principalmente lombar, associando a dor na cabeça. Algumas horas depois apresentava febre alta e calafrios sendo necessário o agasalhamento. Esta situação se seguiu de dor em queimação intensa na perna esquerda, precedida de prurido, e o local se tornou avermelhado, em uma grande placa circinada que envolvia a região desde o pé até próximo do joelho. Houve aumento do volume da perna. Refere que surgiram adenopatias inguinais e se formaram bolhas, sem sangue, na região eritematosa. Qual o diagnóstico etiológico da síndrome febril?
Paciente do caso anterior foi submetido a laparotomia e devido as condições locais favoráveis, foi submetido a ressecção do seguimento de cólon esquerdo acometido pelo tumor e feita anastomose primária sem ileostomia descompressiva. No 5°dia do pós-operatório apresentou saída da secreção escura no dreno que foi mobilizado anteriormente, sem alterações nos parâmetros clínicos. Qual o diagnóstico mais provável?
Escolar de 7 anos é atendido com lesões purpúricas palpáveis em ambas as pernas, coxas e nádegas, febre baixa, dor abdominal, edema de mãos e pés. É uma criança atópica, apresenta com frequência crises de rinite alérgica. Refere faringoamigdalite há cerca de duas semanas. No hemograma, discreta leucocitose, plaquetas normais. Baseada nos dados informados, qual a principal hipótese diagnóstica?
Compartilhar