Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Reumatologia

Durante consulta ambulatorial, um homem de 40 anos de idade relatou episódios recorrentes de dor intensa na região periorbitária direita, associados a hiperemia conjuntival, lacrimejamento, rinorreia e ptose palpebral que também ocorrem no lado direito; esses eventos têm duração de uma hora (dois episódios diários, geralmente noturnos e que acordam o paciente). Ele informou também que fica até duas semanas sem cefaleia. No exame clínico, constataram-se ptose palpebral, miose e ausência de sudorese na hemiface direita. Considerando as informações acima, julgue o item que se segue. A principal hipótese diagnóstica é cefaleia por arterite temporal (de células gigantes).

A
CERTO
B
ERRADO
Paciente, 6 anos de idade, apresenta menarca há 5 meses. Ao exame físico, observa-se estadiamento de Tanner: M3 e P2. Dos exames relacionados, é desnecessário, na investigação:
Primípara, amamentando recém-nascido saudável, no terceiro dia pós-parto, sente-se fadigada, sem sono, chora fácil, questionando a sua capacidade de poder nutrir o recém-nascido e medo de não ficar atrativa para o marido. Está se alimentando bem e gosta muito do bebê. Diante desse quadro, o diagnóstico provável é de:
Mulher, 34 anos de idade e companheiro de 38 anos de idade, com infertilidade conjugal há 5 anos. Propedêutica feminina normal, e espermograma em 2 amostras com oligoastenozoospermia e com 8.000.000 de espermatozoides recuperados após capacitação. O tratamento desse casal é:
Luís, 5 anos, apresenta história de diarreia crônica intercalada com períodos de constipação, acompanhados de distensão abdominal, dor abdominal crônica e baixa estatura. Foi tratado para anemia ferropriva, sem sucesso por várias vezes. Apresenta, ainda, no exame físico, hipoplasia do esmalte dentário. A hipótese diagnóstica mais provável é:
Compartilhar