Questões na prática

Psiquiatria

Durante consulta regular de acompanhamento em uma unidade básica de saúde a ilha de uma paciente de 78 anos, analfabeta, queixa-se de que sua mãe vem apresentando problemas de memória, com início há três meses. A ilha nega febre, alterações do ciclo sono-vigília, incontinência urinária ou viagens recentes. A paciente informa que é portadora de hipertensão arterial e diabetes melitus tipo 2 não insulino-dependente, fazendo uso de captopril e metformina em doses e intervalos adequados, conforme controles de níveis de pressão arterial e laboratoriais recentes. Nega história familial conhecida de distúrbios neurológicos ou demenciais. Nega tremor ou outros sintomas sugestivos de parkinsonismo, nega traumas ou quedas recentes. Dentre as condutas abaixo, qual deinitivamente NÃO deveria ser um dos passos diagnósticos frente à queixa de memória da paciente ?

A
Aplicar o mini-exame do estado mental (MEEM), e se escore for inferior a 24 pontos, iniciar memantina e ginkgo biloba.
B
Realizar investigação do humor (psico-afetiva) da paciente, identificando se a mesma preenche critérios para o diagnóstico de episódio depressivo maior.
C
Submeter a paciente a exame de imagem do sistema nervoso central (tomografia computadorizada ou ressonância nuclear magnética).
D
Realizar exame neurológico completo, em busca de déicits neurológicos focais ou sinais de prévio comprometimento neurológico ou cognitivo
E
Submeter a paciente a exames laboratoriais, em busca de causas potencialmente reversíveis de demência (TSH, VDRL, deficiência de vitamina B12)
Paciente com 36 anos com nódulo em testículo direito há 2 meses e sem filhos. Qual sua conduta?
Paciente será submetido a tratamento cirúrgico (videocolecistectomia) pela manhã, às 07 horas, porém, em virtude de intensa sede, durante a madrugada, mais exatamente às 03h00min do dia da operação, bebe metade de um copo de 250 ml de água com açúcar. Em relação ao conceito atual de conduta no pré-operatório, assinale a resposta correta.
Paciente em tratamento de doença polipoide séssil intestinal e carcinoma in situ já operado. Relata atualmente sangramento vaginal, mesmo estando na menopausa. Evolução clínica e síndrome:
Paciente com vertigem, perda auditiva, dor e pressão ou plenitude no pavilhão auricular acometido. Qual é o provável diagnostico?
Compartilhar