Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

Reumatologia

É sabido que a síndrome mielodisplásica pode evoluir para leucemia mieloide aguda, probabilidade que pode ser estimada através de um sistema internacional de pontuação diagnóstica. Assinale a opção que contempla duas variáveis que integram aquele sistema:

A
Esplenomegalia e blastos na medula óssea.
B
Cariótipo e hiperuricemia.
C
Citopenias e cariótipo.
D
Blastos no sangue periférico e medula fibrótica.
E
Plaquetas gigantes na medula e citopenia
Criança, 2 anos de idade, foi submetida à traqueostomia e o cirurgião resolve fechá-la. Para fechar ele aplica sutura por planos até na pele. Nesta situação, bem provavelmente, a criança irá evoluir com:
A fratura umeral supracondiliana pode lesar:
Pré-escolar de 1 ano e oito meses, 9400 g, apresenta diarreia há 2 meses com perda de 1600 g, tendo sido amamentado exclusivamente ao seio até o 5º mês de vida. As fezes são líquidas, 3 a 4 episódios por dia, a criança se alimenta normalmente, tem moderada distensão abdominal, e é nítida a diminuição da massa muscular. Endoscopia com biópsia jejunal demonstrou padrão de atrofia vilositária e hipertrofia de criptas. A medida mais adequada para o esclarecimento diagnóstico do quadro histopatológico referido é:
Paciente de 34 anos de idade, é atendido com quadro de dor abdominal em cólica localizada no hipocôndrio direito e epigástrio irradiada para dorso associada a náuseas, vômitos e febre de 38,3° C. Ao exame físico, apresenta-se com fácies de dor, levemente taquidispnéica com FC 100 bpm. No exame do abdome, observa-se discreta distensão abdominal, dor a palpação de hipocôndrio direito com sinal de Murphy presente. Qual diagnóstico mais provável desse paciente?
Compartilhar