Questões na prática

Pediatria

Neuropediatria

Elis nasceu há 40 dias de parto normal, sem intercorrências, com 2710 g. Recebe aleitamento materno exclusivo e, em livre demanda, acorda duas a três vezes à noite para mamar e os pais têm que permanecer cerca de uma hora com a criança dormindo no colo, em pé, para que arrote. Exame físico: bom estado geral, ativa, peso 3.830 g. Assinale o comportamento esperado durante a realização do exame físico de Elis:

A
observa as pessoas e inicia o sorriso social
B
reflexo de Moro ativo
C
olhos de boneca quando vira o corpo
D
braços e pernas estendidos
Paciente masculino, 40 anos, previamente hígido, em atendimento emergencial por cefaleia, recebe infusão endovenosa de dipirona. Logo após a infusão da medicação refere náusea, seguida de dispneia e tontura. Ao exame apresenta-se taquicárdico, com sudorese fria e hipotensão. Sequencialmente apresenta piora do nível de consciência e choque. Sobre o diagnóstico e a terapêutica inicial (imediata) para esse caso, assinale a alternativa correta.
Paciente de 32 anos procura assistência médica devido a anemia secundária à hipermenorreia. Qual dos achados laboratoriais abaixo NÃO é compatível com esse quadro?
Paciente de 34 anos, sexo feminino, procura assistência médica devido à tontura. Refere episódios de vertigem, com duração de segundos, relacionados exclusivamente com o movimento da cabeça. Nega perda auditiva ou a presença de tinnitus. Qual o diagnóstico mais provável dessa paciente?
Paciente do sexo masculino, com 54 anos, chega ao pronto atendimento referindo desconforto torácico descrito como uma sensação de peso e localiza a sensação colocando a mão sobre o esterno, com irradiação para o ombro esquerdo. O desconforto foi desencadeado após esforço físico habitual. Nega sintomatologia semelhante anteriormente. A dor aliviou 20 minutos após chegar ao hospital. Tem diagnóstico há três anos de dislipidemia. Em uso de sinvastatina 20 mg ao dia. Nesse caso, qual é a hipótese diagnóstica?
Compartilhar