Questões na prática

Clínica Médica

Reumatologia

Vinícius, 45 anos, é empresário e viajará para Manaus a trabalho por 6 meses. Queixa-se de rouquidão pela manhã e azia há 4 anos. Sua mãe contava que ele apresentava episódios de diarreia na infância, acompanhados de distensão abdominal, cólica e assaduras (dermatite) persistentes. Na época foram retirados de sua alimentação o leite e seus derivados, sendo permitido o uso de iogurte. Evoluiu sem sintomas até a adolescência quando abandonou a dieta. Ao exame físico está eutrófico. Foram prescritos alguns medicamentos sintomáticos e inibidor de bomba de próton (IBP), proposta a investigação diagnóstica e a profilaxia de doenças do viajante. Vinicíus permaneceu quatro meses em viagem e retorna antecipadamente com fadiga, febre elevada e dor articular intensa, calor e edema em joelho direito, tornozelo direito, dorso do pé e punho esquerdo, além de lombalgia, há uma semana. Deambulava com grande dificuldade e havia recebido diagnóstico de tendinite do Aquileu bilateral. Ao retornar, revela ao médico ter tido relações sexuais sem preservativos com uma colega de trabalho, durante a viagem, seguida, algumas semanas após, de disúria autolimitada. O médico recomenda que Vinícius faça contato com a colega para que ela procure orientação médica. A conduta indicada para ela é:

A
fluconazol.
B
metronidazol.
C
sulfametoxazol + trimetropim.
D
azitromicina.
A Icterícia Neonatal está presente de maneira frequente, no período neonatal. Assinale a alternativa INCORRETA.
Amamentar é muito mais do que alimentar a criança. Envolve uma interação complexa multifatorial, que interfere no estado nutricional da criança, em sua habilidade para se defender de infecções, em sua fisiologia e no seu desenvolvimento cognitivo e emocional. A Atenção Primária em Saúde (APS) tem papel estratégico no incentivo e na garantia dessa prática. Sobre o Aleitamento Materno, assinale a assertiva incorreta:
Considere as assertivas abaixo. I. Contagem de CD4, isoladamente, nunca define necessidade de tratamento com antiretrovirais. II. Candidíase oral em paciente HIV+ é marcador de imunosupressão severa e indica necessidade de tratamento com antiretrovirais. III. Tuberculose ganglionar é a apresentação extra-pulmonar mais frequente da tuberculose, e é a doença definidora da AIDS em pacientes HIV+. IV. Em pacientes HIV+ com meningite criptocócica, um LCR com baixa contagem de leucócitos prediz mau prognóstico. V. Hemiparesia de instação lenta em pacientes em HIV+ sugere de toxoplasmose cerebral. Escolha a opção correta:
Primigesta de 16 anos, com 31 semanas, apresenta-se no pronto-socorro com quadro de cefaleia, epigastralgia, escotomas e diplopia. Refere ter comparecido a uma consulta pré-natal. Ao exame, encontra-se com PA igual a 160/100 mmHg, altura uterina de 29 cm, BCF presente, dinâmica uterina ausente. A conduta deve ser:
Compartilhar