Questões na prática

Clínica Médica

Preventiva

Infectologia

Em 2007, o país vivenciou duas situações epidêmicas: a Febre Amarela, na região Centro Oeste, e a Dengue, na cidade do Rio de Janeiro. O Boletim Epidemiológico da Secretaria de Vigilância em Saúde, de abril de 2008, apresentava os seguintes dados sobre as duas doenças, relativos ao período de janeiro a março de 2008: Febre Amarela: 70 casos suspeitos notificados, 40 confirmados, entre os quais, 21 óbitos. Ocorrência em áreas silvestres da região Centro-Oeste (38) e Paraná (02). Dengue: 120.413 casos de dengue clássica notificados e 647 casos de dengue hemorrágica, com 48 óbitos. Casos distribuídos nacionalmente, com altas taxas de incidência nos Estados do Mato Grosso do Sul, Pará e Rio de Janeiro. Sobre esses eventos, é correto afirmar:

A
Os principais fatores explicativos da epidemia de febre amarela relacionam-se ao ambiente e ao hospedeiro; quanto à dengue o cenário social e a estrutura do sistema de saúde são igualmente importantes
B
A identificação dos surtos foi possível pela intervenção da mídia
C
A dengue hemorrágica, pelos dados apresentados, é a condição de maior letalidade
D
As duas condições são transmitidas pelo mesmo vetor e, portanto, possuem os mesmos mecanismos de controle e prevenção
E
As doenças transmissíveis, embora ainda prevalentes no país em localidades específicas, serão erradicadas com a mudança do perfil demográfico e o desenvolvimento tecnológico do país
De acordo com o manual do Ministério da Saúde, devemos considerar como sinais de alarme na dengue os sinais e/ou sintomas listados abaixo, exceto:
Ana Lúcia comparece ao Ambulatório de Alto Risco da Universidade Federal de Juiz de Fora com 28 semanas de gestação. Não apresenta queixas, relata boa movimentação fetal e nega perda de sangue e de líquido amniótico pela genitália. A rotina (propedêutica) de primeiro trimestre foi realizada com 10 semanas e não mostrou anormalidades. Na consulta atual, a gestante trouxe os seguintes resultados da propedêutica solicitada no segundo trimestre: hemoglobina = 12,2 g/dl; hematócrito = 37,2%; leucometria = 8900/mm3; glicemia de jejum = 110 mg/dl; TS-50 g (50 g de dextrosol; 1 hora de duração) = 157 mg/dl; VDRL = não reator; EAS e urocultura = normais. Considerando os resultados destes exames, pode-se afirmar que:
A Terapia Hormonal (TH) é, nos últimos anos, debatida em relação aos seus benefícios, mas também quanto aos riscos e contraindicações. Assinale a alternativa em que os 3 itens, independentemente de prós e contras, estão relacionados à TH.
O colo uterino possivelmente seja o órgão onde se pode conseguir o maior índice de prevenção da doença maligna. Para que isso ocorra, assinale a alternativa que NÃO encerra uma atitude pertinente com esse objetivo.
Compartilhar