Questões na prática

Pediatria

Doenças Respiratórias

Pré-escolar de três anos, bom estado de saúde prévio, apresenta um quadro de pneumonia com derrame pleural de volume moderado. A toracocentese extraiu-se líquido turvo. O agente etiológico mais provável para este caso é:

A
Adenovírus
B
Stafilococcus aureus
C
Streptococcus pneumoniae
D
Haemophylus influenzae não tipável
E
Streptococcus pyogenes do grupo A
Paciente do gênero masculino, 22 anos, procurou o médico da unidade básica da saúde por apresentar episódios recorrentes de mal-estar, angústia, sufocamento, sudorese fria, tremores e medo de morrer há 6 meses. Relatou que os episódios têm duração de cinco a dez minutos e ocorrem a cada dois dias. Também apresenta preocupação frequente em apresentar novos episódios, motivo pelo qual tem evitado sair de casa. O diagnóstico mais provável é transtorno do pânico. Em relação ao caso clínico, se optado pelo tratamento medicamentoso, qual a droga mais indicada?
Em relação ao desenvolvimento infantil, podemos afirmar que:
Paciente de 15 anos de idade, com fadiga, mialgia generalizada, dor de garganta há 3 semanas, com piora importante há cinco dias. O paciente fez uso de amoxicilina por conta própria, sem melhora da dor de garganta, mas com o aparecimento de exantema maculopapular disseminado pela pele. Exame físico: T = 38°C; FC = 110 bpm; PA = 110 x 60 mmHg; hipertrofia e hiperemia das amígdalas, linfadenomegalia cervical anterior e submandibular bilateral com gânglios de 2 a 3 cm, móveis, consistência fibroelástica e dolorosos à palpação. Restante do exame físico inalterado. O provável agente etiológico é:
Paciente com 25 anos de idade, vítima de acidente automobilístico há 20 minutos, deu entrada no pronto-socorro com PA = 80 x 60 mmHg, FC = 120 bpm e taquipneia. No atendimento inicial, identificaram-se sinais de pneumotórax à esquerda. O tórax foi drenado e conectado a um sistema de selo d’água, apresentando borbulhamento contínuo. Após infusão de 2.000 ml de cristaloide, o quadro hemodinâmico mantém-se inalterado, e o paciente continua com sinais de pneumotórax à esquerda. A revisão da drenagem torácica mostra que estava adequada e a radiografia simples revela colabamento completo do pulmão esquerdo com pneumotórax maciço. O provável diagnóstico é:
Compartilhar