Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Em mulher de 57 anos, submetida à exame de rotina, foi encontrado um nódulo de tireoide com 8 mm. Em relação a este achado casual, assinalar a alternativa CORRETA:

A
por cintilografia, pode-se verificar se o nódulo é frio.
B
está indicado o emprego de doses supressivas de levotiroxina.
C
a possibilidade de neoplasia recomenda a realização de punção biópsia.
D
a paciente deve ser acompanhada clinicamente durante 6 meses.
E
há indicação de tireoidectomia devido à alta incidência de neoplasia nessa faixa etária.
Paciente, sexo feminino, 38 anos de idade, submetida à videolaparocolecistectomia por colecistolitíase, cursa, logo após a extubação no centro cirúrgico, com rigidez do masseter e cianose. Dados vitais, pulso: 140 bpm, frequência respiratória: 36 ipm, temperatura axilar: 41°C. Ao monitor cardíaco, o ritmo era taquicardia supreventricular. Gasimetria arterial mostrava acidose mista. Lactato arterial: 5,0. O diagnóstico mais provável da síndrome apresentada por essa paciente é:
Paciente, sexo masculino, 1 ano e 7 meses de idade, é admitido com aumento de volume abdominal há 4 dias, acompanhado de vômitos com eliminação de áscaris, tosse seca intermitente e olhos amarelos há um dia. Nos antecedentes, prematuro (34 semanas), diagnosticada falcemia (SS) pelo teste de triagem neonatal. Ao exame físico, descorado, desidratado, ictérico, afebril, com abdome distendido, hipertimpânico, com ruidos diminuídos, doloroso à palpação, evoluindo com piora da dor abdominal, parada de eliminação de gases e fezes, febre, taquicardia e taquipneia. Leucograma com 16 mil leucócitos, sendo 81% de neutrófilos com 4% de bastões. O diagnóstico mais provável é:
Estivador de 32 anos com um quadro de artrite em joelho esquerdo há 2 dias e refere que há 10 dias apresentou uma poliartralgia migratória assimétrica, mialgia, exantema e febre que melhoraram nos três últimos dias. Qual o diagnóstico mais provável deste paciente?
Mulher de 32 anos com fraqueza muscular proximal associada a eritema malar e esclerodactilia. Na tomografia de tórax, foi visualizada uma hipertensão arterial pulmonar. Nos exames laboratoriais, apresenta um fator antinuclear e um anti-RNP positivos. Qual o diagnóstico mais provável?
Compartilhar