Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Em proporção significativa de casos o diabete melito é assintomático. O rastreamento para diabete melito deverá ser providenciado nas seguintes situações, EXCETO:

A
Quando forem identificados fatores de maior risco com antecedente familiar de diabete melito(mãe ou pai); idade maior que 45 anos; história de macrossomia ou diabetes gestacional; diagnóstico prévio de síndrome dos ovários policísticos.
B
Indivíduos com sintomas do tipo fadiga, prurido cutâneo e vulvar, balanopostite e infecções de repetição.
C
Indivíduos com neuropatia, retinopatia, ou doença cardiovascular aterosclerótica.
D
Indivíduos com glicemia de jejum entre 110 e 125mg/dL repetidamente.
E
Indivíduos com glicemia de jejum maior que 126mg/dL repetidamente.
Paciente com 35 semanas de idade gestacional dá entrada no pronto-socorro referindo dor importante no hipocôndrio direito. Ao exame clínico, a gestante apresentava pressão arterial de 100/80 mmHg; com dor intensa a palpação superficial e profunda do hipocôndrio direito e útero de tonicidade normal compatível com a idade gestacional. Edema maleolar moderado e proteinúria de +++, batimentos cárdio-fetais 140 bpm. Exame especular e toque apresentando colo fechado. USG abdominal e obstétrica normais, com placenta tópica. Enzimas hepáticas elevadas com plaquetopenia e hemólise. Qual o provável diagnóstico?
Mulher de 64 anos, obesa, com história de hipertensão arterial e diabetes mellitus, há 3 meses com edema generalizado insidioso de evolução progressiva, fadiga e dispneia de esforço. A radiografia de tórax revelou congestão pulmonar sem cardiomegalia. Eletrocardiograma de repouso mostrou hipertrofia ventricular esquerda sem distúrbios da condução ou sinais de infarto miocárdio prévio. Neste caso, um ecocardiograma com Doppler provavelmente revelará:
Adolescente do sexo masculino, 14 anos e 6 meses, vem à consulta para acompanhamento ambulatorial. O exame físico revela: volume testicular 3,8 ml; pelos longos e finos na base do pênis; estatura 147 cm (<p3); peso 39 kg (<p3). Velocidade de crescimento: 2,5 cm/ano. Estatura materna: 141 cm, estatura paterna: 160 cm. A principal hipótese diagnóstica neste caso é:
Criança de quatro anos chega à emergência com crise convulsiva tonicoclônica generalizada. O evento convulsivo durou aproximadamente 2 minutos. Em sua ficha de atendimento estão descritos: FC = 110 bpm, Fr = 26 ipm, Tax = 39,2ºC e exame neurológico sem sinais de localização. A conduta correta frente ao caso é:
Compartilhar