Questões na prática

Clínica Médica

Cirurgia

Endocrinologia

Hematologia

Cirurgia Geral

Cirurgia do Aparelho Digestivo

Em relação à cirurgia bariátrica, marque a alternativa incorreta:

A
Os procedimentos cirúrgicos bariátricos reduzem a ingestão calórica por modificarem a anatomia do trato gastrointestinal.
B
Em grandes séries, a taxa de mortalidade associada à cirurgia bariátrica é de 0,1% a 2,0%.
C
Dentre as causas mais comuns de morte dos pacientes submetidos à cirurgia bariátrica incluem: embolismo pulmonar e deiscências anastomóticas.
D
Os fatores encontrados que contribuem para o aumento da mortalidade incluem: falta de experiência do cirurgião ou do programa, idade muito jovem do paciente, sexo feminino, obesidade de grau 1 (IMC > 30 Kg/m²) e condições coexistentes.
E
Deficiências de ferro, cálcio, folato, vitamina B12 e outros nutrientes ocorrem após procedimentos com componentes de mal-absorção, tais como “bypass” gástrico.
Mulher, 61 anos, apresenta-se na emergência, com dor em fossa ilíaca esquerda, há 10 dias, associada a náuseas, vômitos e febre de 38,8º. Refere outros episódios semelhantes no passado, porém com menor intensidade. Ao exame físico, apresenta-se taquicárdica, hipotensa e abdome com irritação peritoneal difusa. A radiografia simples de abdome demonstra alças distendidas de intestino delgado, níveis hidroaéreos, sem evidência de ar no reto. A contagem leucocitária é de 26000/mm³ com desvio à esquerda (8% de bastonetes). A proposta terapêutica inicial para essa paciente é:
No atendimento primário ao queimado:
Paciente do sexo feminino, 70 anos de idade, sofreu queda da própria altura, evoluindo com dor no quadril direito e incapacidade para marcha. Ao ser examinada, constatou-se que o membro inferior direito estava encurtado e rodado externamente. A suspeita diagnóstica é:
Paciente do sexo masculino, 42 anos, morador da zona rural, vítima de acidente ofídico crotálico há 48 horas, deu entrada no Pronto-Socorro do Hospital de Doenças Tropicais trazido por familiares. Apresenta mialgia, sonolência, diminuição do volume urinário e urina de cor “marrom”. Ao exame, ptose palpebral, desidratação +/4, pressão arterial de 110/80 mmHg e sem edema. O diagnóstico mais provável da insuficiência renal é:
Compartilhar