Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Em relação à doença hipertensiva específica da gravidez (DHEG):

A
Pode ser classificada em leve, moderada e grave, com edema, hipertensão e proteinúria
B
A DHEG é mais comum nas multíparas podendo também ocorrer primíparas
C
é hipótese diagnóstica quando se tem hipertensão arterial maior ou igual a 140/90 mmHg e proteinúria > que 300 mg/24 horas, consequente a não ocorrência da segunda onda de invasão trofoblástica
D
Confirmado o diagnóstico o parto é programado para 34 semanas completas
Mulher de 72 anos no 3º dia de internação por pancreatite aguda biliar grave. Persiste com dor abdominal e encontra-se anúrica, há 24 horas, apesar da reposição farta de soro fisiológico e KCl a 10%. Um ECG realizado na ocasião revelou ritmo sinusal e ST supradesnivelado em V1, V2 e V3. Que intercorrência deve, imediatamente, ser pesquisada e corrigida?
Em relação ao pterígio podemos afirmar:
No aleitamento materno, são características da boa pega marítima, EXCETO:
Um paciente adulto jovem, do sexo masculino, apresenta-se no ambulatório com história de uma massa testicular de crescimento recente, de consistência sólida. Na avaliação laboratorial, apresentou níveis séricos elevados de alfafetoproteína. Dentre as seguintes possibilidades, qual seria o diagnóstico mais provável?
Compartilhar