Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Ginecologia

Em relação à Doença Trofoblástica Gestacional (DTG):

A
não tem relação com a idade, tendo frequência semelhante ao longo do menacme.
B
pode ser diploide, triploide ou tetraploide.
C
a presença de vesículas à curetagem dispensa o exame histopatológico.
D
a presença de cistos tecaluteínicos é indicativo de cirurgia para cistectomia.
Associe as estruturas vitreas embrionárias com as correspondentes no adulto. Vítreo secundário:
Um lactente de 2 semanas de vida apresenta secreção ocular amarelada no olho esquerdo. A mãe recebeu cuidados pré-natais precocemente, o bebê nasceu de parto normal e teve alta com 48 horas de vida. Durante os primeiros dias de vida, a mãe observou lacrimejamento aumentado do lado esquerdo, que agora apresenta a secreção amarelada. A criança apresenta reflexo vermelho bilateral, as pupilas são isocóricas e reativas à luz, e não há congestão da esclera. Ela apresenta secreção ocular mucoide à esquerda. A conduta indicada, nesse caso, é:
Um homem de 35 anos de idade procurou atendimento em serviço de emergência por cólica nefrética. Ele relatou episódios recentes de disúria e presença de "areia" na urina. O exame de sedimento urinário revelou hematúria microscópica e cristalúria, sem cilindros. Radiografia simples de abdome normal. A ultrassonografia revelou cálculo de 4 mm localizado em porção distal do ureter esquerdo, sem evidências de dilatação do sistema pielocalicial. Após uso de analgésico, o paciente ficou assintomático. Qual é a conduta adequada nesse caso?
Mariana chega à consulta com queixa ocular de embaçamento visual progressivo e dor leve no olho direito, apresentando ao exame hiperemia da conjuntiva mais intensa em volta da córnea (perilimbar), ausência de secreção e pupila miótica. Dentre as alternativas abaixo, assinale a que melhor define o diagnóstico:
Compartilhar