Questões na prática

Clínica Médica

Reumatologia

Em relação à Esclerodermia, assinale a opção correta:

A
É encontrada em crianças e em adolescentes
B
É mais frequente e grave em jovens negros
C
Possui maior incidência na segunda e terceira décadas
D
Afeta cinco vezes mais os homens
E
Não acomete os europeus
Fabiana, 14 anos, veio acompanhada com a mãe à consulta com seu médico de família. Fabiana queixa-se de “espinhas” e muito preocupada, pois ainda “não ficou menstruada e todas as amigas já ficaram”. Ao examinar Fabiana, o médico avaliou de acordo com a classificação de Tanner, que Fabiana se encontrava nos estádios M3, P3. Peso: 46Kg e Estatura: 1,55 m. Ao examinar Fabiana em posição ortostática, tronco ereto e face posterior do tronco para o examinador, percebeu discreta assimetria dos ombros e escápula direita proeminente. Ao solicitar que Fabiana realiza-se uma inclinação toracoabdominal no sentido anterior, verificou discreta assimetria na parede torácica. Fabiana não referiu dor lombar ou em qualquer ponto da coluna vertebral. O MFC solicitou RX da coluna (ântero-posterior e perfil) tendo como resultado: ângulo de Cobb igual a 10°. Qual a principal hipótese diagnóstica e conduta mais adequada?
De acordo com a classificação de Bismuth para o colangiocarcinoma, aquele que tem localização alta, comprometendo o ducto direito e não infiltrando o ducto esquerdo é o tipo:
Paciente de 42 anos, com queixa de fogachos intensos e frequentes, irritabilidade, nervosismo e sudorese excessiva. Apresenta ciclos menstruais normais. Para esclarecimento diagnóstico, deve-se solicitar dosagem de:
Assinale a alternativa INCORRETA quanto à diarreia na infância.
Compartilhar