Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Em relação à fisiopatologia da pré-eclâmpsia, pode-se afirmar que: I. a invasão do trofoblasto nas artérias espiraladas é incompleta; II. existe redução da ação de prostaciclina na circulação materna e aumento da ação do tromboxano; III. o volume plasmático, em relação à gestante normal, encontra-se contraído; IV. na pré-eclâmpsia a perfusão renal está aumentada. Das afirmações, somente estão corretas:

A
I, II e III.
B
I e III.
C
II e IV.
D
III e IV.
E
I e IV.
Um jovem de 18 anos sofreu trauma cranioencefálico após queda de 4 m de altura. Chega ao pronto-socorro imobilizado em prancha rígida, com colar cervical e máscara de oxigênio com 10 L/minuto. Não tem secreções em via aérea e a satO2 é 100%. A ausculta pulmonar mostra murmúrio vesicular presente bilateralmente. Não tem sangramento externo. PA = 120 × 80 mmHg. Pulso: 90 batimentos por minuto. Glasgow: 6. Midríase à direita, com equimose periorbitária bilateral. Em relação ao atendimento inicial deste paciente:
Um menino de 6 anos, vacinado com BCG ao nascer, filho de mãe recém-diagnosticada para tuberculose por baciloscopia de escarro positiva, teve uma reação de 11 mm à prova tuberculínica. Sua avaliação clinica e radiografia do tórax não apresentam alterações. A conduta indicada é:
Paciente de 22 anos com queixa de úlcera vulvar dolorosa e febre há 3 dias. Refere que há cerca de 4 dias iniciou com quadro de prurido local, pouco de dor e algumas pequenas vesículas no grande lábio direito. Ao exame, observam-se ulceras rasas, fundo limpo, dolorosas e irregulares, com cerca de 3mm cada, no grande lábio direito, em extensão de 3cm. Apresenta, também, linfadenomegalia dolorosa à direita. O que deve ser feito?
Homem, 37 anos de idade, com diagnóstico prévio de urolitíase, com dor lombar à direita há 20 dias, fazendo uso de diclofenaco, evoluiu há 48 horas com piora da dor abdominal, com náuseas, vômitos e redução do volume urinário. Exames de laboratório mostram ureia: 120 mg/dl, creatinina: 3,0 mg/dl, hemogasimetria arterial: pH: 7,33; HCO3: 11 mEq/l; PCO2: 26 mmHg, PaO2: 87 mmHg. BE: -4; Cl: 106 mEq/l, Na: 140 mEq/l, SaO2: 94%. K: 6,0 mEq/l; glicemia: 104 mg/dl. Cálcio: 8,5 mg/dl. Sódio urinário em amostra isolada: 19 mEq/l. A ultrassonografia de abdome mostra dilatação pielocalicial à direita, sem outras alterações. A causa mais provável para o distúrbio apresentado é:
Compartilhar