Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Cardiologia

Pediatria Geral

Em relação à hipertensão arterial na infância, a sua incidência tem aumentado nos últimos anos. Sobre ela, é incorreto afirmar:

A
Utilizam-se tabelas, usando as variáveis da idade, do sexo e do percentil do peso para o diagnóstico de hipertensão. Este é definido quando os níveis pressóricos estão maiores ou iguais ao percentil 90, em 3 ocasiões diferentes.
B
O cuff ou manguito deve cobrir 80% a 100% da circunferência do braço.
C
Idealmente deve ser aferida a PA no braço direito da criança em repouso, por, pelo menos, 3 a 5 minutos e com o braço na altura do coração.
D
O propranolol é contraindicado em pacientes com história de asma.
E
Na suspeita de HAS secundária, deverá ser solicitada a dosagem de renina e aldosterona sérica.
Convidado a ministrar uma aula sobre anormalidades dos membros inferiores na infância, em congresso científico de nível internacional, um ortopedista pediátrico esmerou-se na seleção das fotografias contidas no atlas que acabara de publicar. No dia da apresentação, ele foi minucioso ao discorrer sobre as alterações angulares, causa corriqueira de ansiedade dos familiares, tendo ensinado que:
Um paciente do sexo masculino, de quatro anos de idade, com quadro de hanseníase nodular da infância. Epidemiologicamente, trata-se de indivíduo que:
A hipertermia maligna, que tem um índice de ocorrência de 1:15.000, está relacionada a administração de succinilcolina ou anestésicos halogenados e a suscetibilidade é herdada de acordo com um padrão:
Um paciente do sexo masculino, com 28 anos, está em tratamento com poliquiomioterapia para hanseníase (dapsona, rifampicina e clofazimina). Apresentou, no quarto mês de tratamento, diminuição do volume urinário, rash cutâneo, dor lombar e elevação de ureia e creatinina. O diagnóstico mais provável, nesse caso, é:
Compartilhar