Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Infectologia

Nefrologia

Em relação à insuficiência renal aguda, julgue os itens a seguir e marque a opção que contém corretamente a sequência de verdadeiro (V) e falso (F). 1- oligúria não é obrigatória na IRA pré-renal; 2- na IRA hepatorrenal, proteinúria < 600 mg/dia é um critério diagnóstico obrigatório; 3- em pacientes oligúricos com excreção fracional de ureia elevada, a ressuscitação volêmica usualmente tem a capacidade de melhorar a função renal; 4- na NTA (necrose tubular aguda), o sódio urinário costuma ser < 20 meq/l; 5- na mioglobinúria e na hemoglubinúria, o uso de bicarbonato e manitol apresenta efeito benéfico na prevenção de lesão renal aguda; 6- na IRA consequente à leptospirose, a NTA e a glomerulonefrite são os dois principais mecanismos responsáveis.

A
1V - 2F - 3F - 4F - 5V- 6F
B
1F - 2F - 3V - 4V - 5F - 6V
C
1F - 2V - 3V - 4F - 5F - 6V
D
1F - 2F - 3V - 4V - 5F - 6F
E
1V - 2V - 3F - 4F - 5V - 6V
Paciente, 42 anos de idade, sexo masculino, bancário, etilista crônico, ex-presidiário, casado e pai de 2 crianças de 7 e 9 anos de idade, comparece à consulta de rotina, para controle de diabetes mellitus. Durante a consulta, relata que vem apresentando tosse produtiva, associada a episódios de febre e redução ponderal de 5 kg, há 3 semanas, e que procurou o pronto atendimento da unidade há 1 semana, sendo lhe prescrito amoxicilina, que ele usou, sem qualquer melhora clínica. No exame físico, você identifica adenomegalia axilar à direita e sopro cavernoso em ápice pulmonar direito. O RX de tórax do paciente revelou a presença de velamento alveolar em ápice direito, com formação de caverna de 2,5 cm de diâmetro e a baciloscopia do escarro acusou a presença de BAAR++. Qual das condutas abaixo NÃO se aplicaria inicialmente a esse paciente?
Paciente, 6 meses de idade, previamente hígido vem ao atendimento com coriza nasal hialina há 5 dias; febre diária (2 picos que cedem com antitérmico) há 4 dias, e há 3 dias com chiado no peito e tosse seca. Houve diminuição do apetite neste período. Nota-se regular estado geral, taquidispneico, acianótico, anictérico e tórax com retração intercostal e subdiafragmática. A ausculta pulmonar evidencia murmúrio vesicular presentes, porém, diminuídos difusamente em bases posterior com aumento do tempo expiratório e sibilos esparsos. FR = 60 irpm e FC = 150 bpm. O diagnóstico e os agentes etiológicos comuns desta doença são:
Uma jovem é encontrada na sua casa desacordada e é levada para um Pronto Atendimento. Ao exame, apresenta-se com febre (T axilar 38,5°C), confusa, desorientada, com pupilas isocóricas e fotorreagentes, sem rigidez de nuca, e com hemiparesia desproporcional direita. Foi realizado um exame de tomografia computadorizada de crânio que observou lesão hiperdensa em região do lobo temporal esquerdo sem desvio da linha média. Foi realizada uma punção liquórica que evidenciou os seguintes achados em líquido cefalorraquidiano (LCR): celularidade 120 leucócitos, 80% linfócitos, 0 hemácias, 20% neutrófilos, proteína de 50 mg/dl, glicose 88 mg/dl, Pandy negativo, bacterioscopia negativa. Frente a estes achados a conduta CORRETA é:
Associe o envolvimento renal com as doenças em questão: 1. Mulher com rash em borboleta, FAN positivo e síndrome nefrótica. PA = 110 x 60. 2. Homem de 54 anos, com sinusites de repetição, esclerite e proteinúria de 1,2 g/L em 24h. C3 e C4 são normais. 3. Criança de 12 anos com rash purpúrico em membros inferiores após vacinação por rubéola. Hematúria microscópica e dor abdominal. 4. Mulher com FAN positivo, creatinina de 2,9 mg/dl, PA de 190 x 110 mmHg e hematúria. 5. Homem de 50 anos que teve um episódio anterior de mononeurite multiplex ficando com a mão direita em garra. PA de 220 x 110 mmHg. Parcial de urina e creatinina normais. A- Poliarterite nodosa, B- Granulomatose de Wegener, C- Lúpus com glomerulonefrite classe V da OMS, D- Lúpus com glomerulonefrite classe IV da OMS, E- Púrpura de Henoch-Schönlein.
Compartilhar