Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Infectologia

Em relação à ITU na infância, é CORRETO afirmar:

A
Completado o tratamento de ITU e após a investigação de possíveis alterações no trato urinário a criança deve ser mantida em quimioprofilaxia.
B
O tratamento da ITU no recém nascido deve ser feito por via oral.
C
A investigação do trato urinário por imagens está indicada após o primeiro episódio bem documentado de infecção urinaria em qualquer idade e para ambos os gêneros.
D
As quinolonas são amplamente utilizadas no tratamento de ITU na infância.
Mulher, 52 anos de idade, assintomática, em início de menopausa, apresentou em exames de rotina AST: 210 U/dl, ALT: 02 U/dl, gamaglutamiltransferase: 92 U/l. Não faz reposição hormonal. Nega transfusões sanguíneas e tem apenas um parceiro sexual. O exame físico é normal. Realizou exames adicionais que revelaram Hb: 13,2 g/dl, Ht: 37%, leucograma: 5.700 leucócitos/mm³ sem desvios, glicemia: 82 mg/dl. Anti-HCV positivo, AgHBs negativo, índice de saturação de transferrina: 40%, ferritina sérica: 850 mcg/dl. Anticorpos antimitocôndria, antimúsculo liso e anti-LKM negativos. Anticorpos anti-TPO positivos. A paciente evoluiu com equimoses e petéquias com relevo em MMII e nádegas, hematúria, edema de MMII e ascite. TA: 150 X 100 mmHg. Os exames revelaram urina (sumário): hematúria com cilindros granulosos, hialinos e proteinúria; creatinina: 1,9 mg/dl, ureia: 72 mg/dl, K sérico: 5,7 mEq/l, albumina sérica: 1,4 g/dl, globulina: 4,6 g/dl, colesterol total: 350 mg/dl, tempo de protrombina: 69%, dosagem de C3: 35 mg/dl (VN 55 a 120 mg/dl), contagem de plaquetas: 103 mil/mm³. O tratamento preconizado para o momento é usar:
Menino de 8 anos é levado a pronto-socorro desacordado pelos pais, após ser encontrado nos arredores da casa. A família mora em um sítio, onde são criados vários animais, e o pai mantém uma horta com diversas verduras. Ao exame, mostra-se comatoso, com frequência cardíaca de 58 bpm, dispneia com estertores crepitantes bilaterais, com miose bilateral e simétrica. Marque a alternativa incorreta quanto à conduta inicial na urgência.
Mulher de 32 anos apresenta-se na consulta com queixas de dores em "todo corpo", incluindo articulações. Não se queixa de rigidez, vermelhidão ou inchume articular. Refere-se à insônia devido à dor e frequentemente apresenta cefaleia. Ao exame, não apresenta sinais inflamatórios articulares e à palpação da inserção da musculatura suboccipital, dos epicôndilos laterais e no quadrante superior e lateral das nádegas sente dor. A velocidade de hemossedimentação é de 14 mm, a pesquisa de anticorpos antinucleares é positiva num título de 1:40, padrão pontilhado, e o fator reumatoide é negativo. Qual é o provável diagnóstico?
Considere as seguintes afirmações a respeito de doenças oportunistas na AIDS. I. A ocorrência de cefaleia intensa associada ao comprometimento da visão sugere o diagnóstico de criptococose cerebral. A Punção lombar tem valor diagnóstico, prognóstico e terapêutico. O tratamento com antifúngicos sistêmicos se impõe. II. Tosse seca, dispneia progressiva e poucas alterações ao RX de tórax sugerem o diagnóstico de Pneumonia por Pneumocystis jiroveci. Uma desidrogenase láctica (DHL) sérica elevada reforça o diagnóstico. Corticosteroides estão sempre indicados, por se associarem com menor mortalidade. III. Reação de Mantoux com pápula de 6mm de diâmetro indica necessidade de investigação da ocorrência de tuberculose ativa. Na ausência de tuberculose está indicado o uso de profilaxia com isoniazida por seis meses. IV. A ocorrência de sinais neurológicos focais em paciente portador do HIV sugere o diagnóstico de Toxoplasmose cerebral. O tratamento com Sulfadiazina + Pirimetamina + Ácido folínico está indicado mesmo que não se disponha de exames radiológicos e sorológicos que confirmem a hipótese diagnóstica. Marque a opção CORRETA:
Compartilhar