Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Infectologia

Em relação à ocorrência de hemoconcentração no curso de um caso de dengue, pode-se afirmar que:

A
é um componente do quadro prodrômico da doença.
B
alerta para falência circulatória da febre hemorrágica da dengue.
C
constitui evidência de recuperação nos casos graves de dengue.
D
representa um achado laboratorial sem interesse clínico específico.
Paciente deu entrada no PS com história de trauma recente no abdome superior. À inspeção apresenta sinal de Cullen. A hipótese diagnóstica provável é de:
Paciente com atraso menstrual de 5 semanas, com sangramento genital discreto e dor leve em fossa ilíaca direita. Procurou pronto-socorro onde realizou beta-hCG confirmando gravidez (800 mUI/ml). A ultrassonografia demonstrava cavidade uterina vazia e ausência de massa anexiais. Qual a conduta?
Heloísa, 24 anos, gesta III, para 0, aborto II (duas perdas fetais no 2º trimestre), atualmente na 34ª semana de gestação, procura a emergência com cólica, dores em membros inferiores e perda líquida há duas horas, sem sangramento. No exame obstétrico inicial, observa-se líquido amniótico claro e sem grumos saindo pela vagina. Nos membros inferiores nota-se trombose venosa profunda (TVP). Em relação à laqueadura tubária e aconselhamento de esterilização voluntária, pode-se dizer que:
Sobre a torção testicular, é CORRETO afirmar que:
Compartilhar