Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Pneumologia

Em relação à Pneumonia Adquirida na Comunidade (PAC), assinale a alternativa INCORRETA:

A
A PAC decorrente de MRSA pode ser causada pela infecção pelas cepas clássicas adquiridas nos hospitais, ou pelas cepas recém-identificadas com alterações de genótipo e fenótipo adquiridas na comunidade.
B
Existe uma tendência sugestiva de que as cepas mais novas do MRSA-AC (Staphylococcus aureus resistente à meticilina adquirido na comunidade) possam ser mais resistentes.
C
A resistência do Staphylococcus aureus à meticilina é determinada pelo gene mecA, que codifica a resistência a todos os antibióticos betalactâmicos.
D
As cepas isoladas do MRSA-AC em geral são resistentes ao sulfametoxazol-trimetoprim, à clindamicina e à tetraciclina, e sensíveis à vancomicina e à linezolida.
E
Cepas do MRSA-AC podem ser portadoras de genes para superantígenos, inclusive enterotoxinas B e C e a leucocidina de Panton-Valentine.
Mulher com hérnia de disco em L4-L5 há 8 meses apresentou piora da lombalgia. O médico prescreveu-lhe anti-inflamatório não hormonal. Após 72 horas, a paciente apresentou-se em anasarca, temperatura de 37,9ºC, lesões urticariformes em membros e tronco, e urina escura e espumosa. Negou diabetes, hipertensão ou outras morbidades. Nos exames complementares, observou-se proteinúria de 4 g em 24h, 80 hemácias e 28 leucócitos por campo na análise de urina e creatinina plasmática de 2 mg%. À biópsia renal, não havia alterações glomerulares pela microscopia óptica. O diagnóstico provável é:
Paciente, com 25 anos de idade, nuligesta, com tumor macroscópico de colo uterino de aproximadamente 4cm de diâmetro. À colposcopia, não foi evidenciada invasão de fórnices vaginais e, ao toque retal, paramétrios são livres. Foi realizada ressonância magnética da pelve que excluiu a possibilidade de invasão vesical e retal, mas evidenciou nítida invasão parametrial bilateral proximal, sem comprometimento da vias urinarias. A melhor conduta a ser adotada é:
Paciente, com 28 anos de idade, IVG, Teve 3 abortamentos no primeiro trimestre e 1 parto prematuro com óbito neonatal precoce associado a pré-eclâmpsia. Devemos orientar, a princípio:
A vigilância epidemiológica de uma UBS tomou conhecimento de um caso de rubéola em paciente com 25 anos, sexo feminino, que apresentava a seguinte história: aparecimento de algumas lesões eritematopapulosas no antebraço e abdome que se tornaram descamativas até desaparecerem. Não apresentou outros sintomas ou sinais e não teve febre durante toda a evolução do quadro. Consultou um médico 15 dias após o início do quadro que solicitou sorologia para rubéola "por se tratar de paciente do sexo feminino". O exame laboratorial foi efetuado pelo Instituto Adolfo Lutz (IAL) que processou sorologia para rubéola e sarampo para os seguintes resultados: - ELISA para rubéola: IgM não reagente; - ELISA para sarampo: IgM e IgG reagentes. Com base nos dados da história e da sorologia, assinale a alternativa correta:
Compartilhar