Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Em relação ao sangramento uterino anormal (SUA):

A
A histeroscopia cirúrgica está indicada em pólipos e miomas maiores que 4cm
B
É determinada por causas orgânicas e não orgânicas (disfuncionais), sendo a principal causa disfuncional a anovulação
C
A embolização das artérias uterinas é o método de tratamento de escolha com poucas complicações
D
O sangramento na pós-menopausa geralmente é de pouca importância clínica sendo o estudo histopatológico, mesmo em endométrio anormalmente espessado, dispensável nesses casos
Primigesta é internada em trabalho de parto espontâneo com 4 cm de dilatação cervical. Após 3 horas de evolução, recebeu analgesia com bloqueio combinado raquiperidural, quando apresentava dilatação cervical de 7 cm. Após mais 3 horas, toque vaginal revela fino rebordo de colo uterino no lábio anterior, feto em apresentação cefálica com a sutura sagital alinhada no diâmetro ânteroposterior do estreito inferior, no plano +3 de De Lee, com batimentos cardíacos fetais basais de 105 bpm, chegando a 68 bpm em cada contração, com saída espontânea de líquido meconial espesso. No momento, a frequência de contrações espontâneas é 5 por minuto. Conduta indicada:
Quanto aos critérios clínicos empregados para definição de sepse, relacionados aos achados clínicos e de laboratório, pode-se dizer que:
Criança, 5 anos de idade, vem há 2 semanas com febre, mal estar e dor nas articulações. Há 8 dias vem apresentando edema em face e MMII, urina escura e em menor quantidade. Ao exame, TA: 140x100 mm/Hg.O exame de urina mostra hemácias +++, proteínas ++, cilindros hemáticos e granulosos. Ureia e creatinina discretamente elevados. Os exames indicados para identificação do agente causal dessa patologia são:
A respeito das doenças inflamatórias intestinais (DII), marque a alternativa correta:
Compartilhar