Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Geral

Em relação ao sistema de classificação de risco anestésico da Associação Americana de Anestesia (ASA), podemos afirmar:

A
Pacientes com classificação ASA 5 apresentam total normalidade fisiológica.
B
Quanto maior o número na classificação, menor o risco para procedimentos anestésicos/cirúrgicos.
C
Pacientes com classificação ASA 3 ou ASA 4 não podem ser submetidos a cirurgia, mesmo de urgência, pelo elevado risco de óbito transoperatório.
D
Os pacientes classificados como ASA 2 são aqueles com distúrbio fisiológico leve a moderado, controlado. Sem comprometimento da atividade normal. O risco de óbito na cirurgia é baixo (< 5%).
E
Pacientes com classificação ASA 1 não apresentam distúrbios fisiológicos, mas podem apresentar distúrbios bioquímicos e/ou psiquiátricos.
Em qual dos tumores hepáticos abaixo relacionados, a conduta é cirúrgica?
Dos tumores pancreáticos, qual o que apresenta menor potencial de malignização?
Uma paciente de 74 anos foi admitida no setor de urgência de um hospital com dores de forte intensidade em região de coluna lombar, após ter caído sentada, da própria altura. O RX da coluna vertebral mostra rarefação óssea e em região de lombar, L4-L5, apresenta achatamento dessas vértebras. Menopausada aos 38 anos de idade, possui um IMC "menor que" 18 Kg/m². Nega outras doenças. Nesse caso, além da fratura em vértebras lombares, podemos afirmar que:
Com relação à síndrome dispéptica do idoso, podemos afirmar: I - A gastropatia por AINE é muito frequente; II - A disfagia alta pode ser uma causa para dispepsia em pacientes idosos com doença de Alzheimer; III - A endoscopia alta é um exame de primeira linha na investigação da dispepsia em idosos; IV - Os idosos dispépticos devem ser tratados com inibidor de bomba de prótons, sendo desnecessário investigação específica nessa população; São CORRETAS apenas as afirmativas:
Compartilhar