Questões na prática

Clínica Médica

Hepatologia

Em relação aos pólipos da vesícula biliar, assinale a alternativa INCORRETA.

A
A incidência na população geral varia de 1,3% a 9,7%.
B
Os portadores de pólipo e colangite esclerosante apresentam maior risco de malignidade.
C
Pólipos com diâmetro maior do que 1 cm devem ser tratados com colecistectomia.
D
A presença de sintomas relacionados às vias biliares é indicação de colecistectomia.
E
Em portadores de pólipos com diâmetro menor do que 5 mm, deve-se realizar ultrassonografia anual.
Pré-escolar de dois anos e meio, sexo masculino, é levado a consulta pediátrica e a mãe solicita encaminhamento para testar a audição, pois acha que seu filho não responde quando chamado. O paciente fala poucas palavras de difícil compreensão, interage pouco com outras pessoas, mesmo com os familiares diretos, apresenta movimentos repetitivos do tronco, explora pouco os brinquedos e apresenta bruxismo acentuado. Exame físico: irritabilidade, sem contato visual com o examinador. A principal hipótese diagnóstica é:
Criança de 3 anos de idade, apresenta queda do estado geral, dor e importante limitação funcional em quadril direito associado à contratura em flexão, há três dias. Mãe refere infecção de orofaringe há cerca de duas semanas na criança. Exames complementares demonstram leucocitose com desvio para a esquerda, velocidade de hemossedimentação de 40mm e ultrassonografia de quadril direito demonstrando espessamento da cápsula articular e afastamento da cabeça do fêmur (subluxação). O melhor tratamento para este caso é:
Lactente de dois meses apresenta história de constipação desde o nascimento. A hipótese diagnóstica de megacólon agangliônico (Doença de Hirschprung) se justifica devido ao exame físico apresentar:
O pediatra atende uma menina de 5 anos que apresenta perda progressiva dos marcos do desenvolvimento, feições grosseiras e hepatoesplenomegalia. Esse quadro clínico sugere:
Compartilhar