Questões na prática

Clínica Médica

Hepatologia

Em relação aos pólipos da vesícula biliar, assinale a alternativa INCORRETA.

A
A incidência na população geral varia de 1,3% a 9,7%.
B
Os portadores de pólipo e colangite esclerosante apresentam maior risco de malignidade.
C
Pólipos com diâmetro maior do que 1 cm devem ser tratados com colecistectomia.
D
A presença de sintomas relacionados às vias biliares é indicação de colecistectomia.
E
Em portadores de pólipos com diâmetro menor do que 5 mm, deve-se realizar ultrassonografia anual.
Uveíte anterior, não granulomatosa, aguda, é relacionada mais comumente a:
A conduta atual para o paciente do caso anterior é:
Responda às próximas duas perguntas baseados neste caso clínico e de acordo com as IV Diretrizes Brasileiras para Manejo da Asma. A mãe de uma menina de dois anos de idade relata na consulta pediátrica de rotina que sua filha “vive gripada”. Refere que a criança apresenta quadros repetidos de coriza, obstrução nasal e espirros. Praticamente toda semana precisa utilizar nebulização com beta 2 agonista para alívio de tosse e “cansaço”. Estes quadros ocorrem há cerca de um ano e melhora rápido quando nebuliza. No momento a criança está bem, sem queixas e no exame físico o pediatra observa lesões compatíveis com dermatite atópica. A mãe é asmática, mas não faz uso de medicação profilática: o pai fuma em casa. O diagnóstico do pediatra foi asma. Quais critérios (maiores e menores) deste caso que justifiquem este diagnóstico, considerando a idade da criança?
Pré-escolar, 3 anos e 6 meses, é levado ao ambulatório com história de febre há 3 semanas associada à dor intensa em membro inferior direito, sem relato de trauma local. Ao exame físico, apresenta palidez cutâneo-mucosa, linfonodomegalia cervical indolor medindo cerca de 2 cm e esplenomegalia. O hemograma revelou anemia, leucopenia e plaquetopenia. A principal hipótese diagnóstica, neste caso, é:
Compartilhar