Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Pediatria

Pediatria Geral

Ginecologia

Em relação às imunizações a serem recomendadas para adolescentes, pode-se afirmar que:

A
A BCG intradérmica e vacinas contra Hepatite B são contraindicadas nessa faixa-etária
B
Adolescentes imunocomprometidos ou em quimioterapia devem receber vacinas com vírus vivos tipo Sabin e MMR
C
Devem receber vacina dupla tipo adulto (dT), após 10 anos da última dose da vacina tríplice
D
Se o adolescente recebeu esquema completo de vacinação na infância, não há necessidade de novas vacinas ou doses de reforço
E
Adolescentes masculinos apresentam prioridade para receber vacina contra o HPV
Maria José tem 78 anos e é levada, por seu filho, à emergência por apresentar subitamente tonteira rotatória precipitada pelo giro da cabeça. Maria José refere início com mudança de posição na cama e ao calçar a sandália. Maria José diz que a tonteira “é muito forte e passa num instante”. Perguntada, não refere perda auditiva. Na emergência a hipótese diagnóstica inicial é de:
O termo “partes moles” se refere ao tecido de suporte dos vários órgãos e às estruturas não epiteliais extraesqueléticas do tecido linfo-hematopoiético. Sobre esse tema julgue as informações abaixo: I.O diagnóstico clínico precoce do melanoma é o mais importante fator para o sucesso do tratamento. Devemos utilizar a regra do ABCD (assimetria, bordas, cor, diâmetro) e estarmos atentos a alterações no tamanho, forma ou cor em nevos pré-existentes. II. A Organização Mundial de Saúde classifica o melanoma segundo a fase de crescimento em dois grupos: fase de crescimento radial e vertical. No grupo de crescimento radial encontramos o melanoma nodular. No grupo de crescimento vertical encontramos o melanoma superficial, acral lentiginoso, melanoma tipo lentigo maligno e o melanoma in situ. III.O tratamento do melanoma é multidisciplinar e deve ser realizado após uma sistematização composta apenas por diagnóstico clínico e estadiamento com exames laboratoriais e de imagem. IV.Na biópsia de lesões suspeitas é fundamental que a amostra de pele seja retirada até tecido celular subcutâneo, já que a espessura vertical do tumor é o valor preditivo mais importante para o prognóstico, tratamento e seguimento.
Homem, 23 anos, tem diarreia profusa há 60 dias, emagrecimento e dor abdominal. Exame proctológico mostra múltiplas fissuras anais em localização atípica com enantema e friabilidade da mucosa do reto distal. Colonoscopia também demonstra mucosa edemaciada e friável ao nível cecal, onde são feitas biópsias. Em relação a esta situação clínica, são apresentadas as seguintes assertivas: I. Fístulas intestinais com a pele e órgãos vizinhos é uma complicação esperada neste caso. II. O risco de carcinoma colorretal neste indivíduo é igual ao da população em geral. III. O achado de granulomas não caseosos no material da biópsia, apesar de raro, faz o diagnóstico de tuberculose intestinal. Qual é a alternativa correta?
Homem, 75 anos, apresenta febrícula vespertina, mialgias em cintura escapular e sinovites metacarpofalangeanas há 1 mês. Há 3 dias tem claudicação de mandíbula e episódios de perda visual. O VSG é de 105 mm na 1ª hora. O diagnóstico mais provável para este paciente é:
Compartilhar