Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Otorrinolaringologia

Em relação às infecções de vias aéreas superiores (IVAS), marque verdadeiro (V) ou falso (F): ( ) Os expectorantes mucolíticos não estão indicados no tratamento da rinofaringite aguda ( ) As amigdalites virais costumam cursar com plena adenopatia cervical anterior e submandibular ( ) Nas crianças, até 5 anos de idade, quando fazem sinusite, o seio mais comprometido é o frontal; por este motivo geralmente a cefaleia frontal acompanha o quadro ( ) No tratamento da laringite, o corticoide auxilia na diminuição do edema, portanto é indicado em todos os casos ( ) A droga de escolha para o tratamento da otite média aguda supurativa é cefalosporina de terceira geração, pela gravidade do caso Marque a opçao que corresponde a sequencia CORRETA de cima para baixo:

A
F, V, V, F, V
B
V, V, V, F, F
C
F, F, F, V, F
D
V, F, F, V, V
E
V, F, F, F, F
Mulher de 65 anos, portadora de insuficiência cardíaca, procura hospital por piora da dispneia há uma semana. Nega palpitação, dor torácica ou hemoptise. Exame físico: PA: 90x60 mmHg, pulso: 110 bpm (arrítmico) e frequência respiratória: 24 ipm; pulmonar: estertores em ambas as bases; abdome: fígado palpável a 3 cm do rebordo costal direito, doloroso; extremidades: edema de membros inferiores 2+/4+, com diminuição da perfusão periférica. ECG: fibrilação atrial. Ela faz uso de captopril e betabloqueador. Nesse momento recomenda-se:
Mulher de 57 anos, apresenta reação de Mitsuda positiva. Pode-se afirmar que ela:
Mulher, 25 anos de idade, com artralgia há 3 meses, notou edema de face pela manhã, há 2 semanas. Exames complementares: Creatinina = 2,4 mg/dl. Urina tipo I: densidade = 1030; proteinúria = ++; leucócitos = 25-30 p/campo, com agrupamentos; hemácias 10-15 p/campo e cilindros granulosos. A hipótese diagnóstica é:
Mulher, 72 anos de idade, apresenta há três semanas, febre baixa, fadiga, anorexia, cefaleia temporal direita intensa e dificuldade para a mastigação. Ao exame, observou-se hipersensibilidade e dor à palpação na região temporal. Qual é a conduta?
Compartilhar