Questões na prática

Clínica Médica

Ginecologia e Obstetrícia

Infectologia

Obstetrícia

Em relação as infecções do trato urinário na mulher, assinale a afirmativa correta:

A
A gravidez é um dos estados na mulher que mais propicia ITU, devido a alterações fisiológicas do organismo materno.
B
A gestante também é mais acometida por enterobactérias, sendo na grávida a principal delas o enterobacter sp, seguido pela escherichia coli.
C
A nitrofurantoina de 12 / 12 horas por 7 dias é boa opção terapêutica na gestante, conforme a sensibilidade ao antibiograma.
D
Embora na sua grande maioria sejam causadas pelo mesmo agente, na mulher jovem a ITU costuma complicar mais que na idosa ( pielonefrite - sépsis ).
E
Na menopausa o tratamento de bacteriúria assintomática, assim como na grávida previne infecções mais severas e deve ser realizado sempre que possível.
O trauma é importante problema de saúde pública, sendo que o tipo de atendimento inicial pode reduzir a morbimortalidade associada. Considerando um paciente vítima de acidente automobilístico, que apresente vias aéreas permeáveis, porém com respiração inadequada, taquidispneia e escore de 7 na escala de coma de Glasgow, julgue os itens subsequentes. Caso se opte pela intubação endotraqueal com a chamada indução em sequência rápida, o paciente deve receber um agente anestésico de ação rápida seguido de um agente de bloqueio neuromuscular.
Homem de 45 anos de idade, tabagista, foi submetido há 6 horas à gastrectomia subtotal devido à úlcera péptica crônica e perfurada. A operação transcorreu sem intercorrência. No primeiro dia de pós-operatório apresentou febre = 38°C, taquicardia e dispneia. Ao exame pulmonar, apresentava roncos bilaterais e diminuição de murmúrio vesicular na base esquerda. O quadro respiratório e os achados ao exame pulmonar são decorrentes de:
Menino, 11 anos, portador de deficiência idiopática de hormônio de crescimento (GH), repondo este hormônio há 8 meses. Refere dor em joelho esquerdo e leve claudicação, sem febre. Exame físico: ausência de sinais flogísticos articulares, com dor à abdução do quadril esquerdo. A hipótese diagnóstica é:
Mulher de 33 anos, secretária de uma empresa, com história familiar de câncer de reto, veio à consulta com queixa de dor severa em ardência às evacuações com duração aproximada de 3 meses, acompanhada de sangramento anal "vivo", mas discreto, percebido no papel higiênico. Relatou haver, eventualmente, secreção mucosa na roupa íntima e períodos de constipação. Ao exame físico, identificou-se área de ulceração anal linear, em linha média posterior, acompanhada de uma saliente protuberância externa de pele. Ao toque retal, que foi doloroso, constatou-se uma lesão de consistência firme em linha média posterior, localizada na altura da linha pectínea, medindo cerca de 8 mm. Em relação ao quadro clínico, assinale a assertiva CORRETA:
Compartilhar