Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Trauma

Em um paciente com trauma fechado e fratura pélvica, que não apresenta diurese após a inserção do cateter, qual é o melhor método de avaliação do ferimento uretral?

A
Uretrografia retrógrada
B
Tomografia computadorizada com contraste intravenoso e grampeamento do cateter uretral
C
Cistoscopia flexível na sala de cirurgia
D
Cistografia anterógrada percutânea
Criança de 10 anos de idade procura o pronto-socorro com queixa de aumento de volume no hemi-escroto direito, observado há aproximadamente 6 horas, acompanhado de dor e hiperemia local. Refere início dos sintomas após exercício físico. Com relação ao quadro clínico, assinale a alternativa correta.
Sobre as crises de ausência, é correto afirmar:
Uma paciente de 32 anos queixa-se de ansiedade, tremores, palpitações e dor na região cervical. Segundo informa, o quadro iniciou-se duas semanas após um episódio compatível com uma virose respiratória. Ao exame físico, a paciente apresenta-se taquicárdica, com mãos quentes e úmidas, além de sentir dor à palpação da tireoide seus exames revelam um TSH ultrassensível suprimido ( < 0,003 UI) e dosagens de T3 e T4 muito elevadas. A velocidade de hemossedimentação é muito elevada ( 100 mm primeira hora). A captação de iodo radioativo revela-se muito reduzida, e a dosagem de tireoglobulina sérica é elevada. Qual é o diagnóstico que se impõe como correto?
Um neonato sadio é observado no ambulatório por uma icterícia persistente que teve início aos 07 dias de vida. Peso ao nascimento 3200g, Capurro Somático de 40 semanas, parto sem complicações. Com 14 dias de vida ainda apresentava o mesmo peso do nascimento, apesar de ser amamentado ao seio materno e ao exame físico era ativo e vigoroso. A concentração de bilirrubina foi de 13,8 mg/dl, com 2,0 mg/dl de reação direta. A causa mais frequente de icterícia persistente neste caso é:
Compartilhar