Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Em uma consulta de rotina, com o paciente sentado e com um minuto de intervalo entre cada medida, são obtidas as seguintes medidas de pressão arterial: Primeira medida - 170/100 mmHg; Segunda medida - 160/100 mmHg; Terceira medida - 165/95 mmHg. Nesta situação, o médico deve:

A
Considerar apenas o maior valor.
B
Considerar apenas o menor valor.
C
Considerar a média das duas últimas medidas.
D
Realizar novas medições.
Um homem de 30 anos de idade, com fratura de esterno, é submetido a aortografia por alargamento de mediastino na radiografia de tórax. São fatores associados a este tipo de fratura, EXCETO:
AJK, 32 anos de idade, 38 semanas de idade gestacional, realizou acompanhamento com 9 consultas de pré-natal em unidade básica de saúde, sem intercorrências, Exames normais. Evoluiu para parto normal após 3 horas de rotura artificial de membranas, com saída de líquido claro. Parto fórcipe há 2 anos, sem intercorrências. Recém-nascido (RN) do sexo feminino com peso de 3.320 g. Apgar 9, 10 e 10, no primeiro, quinto e décimo minutos de vida. Evoluiu com boa aceitação alimentar, eliminações presentes, controles normais. Com 18 horas de vida apresentou icterícia leve, Zona I. As tipagens sanguíneas materna e da RN eram, respectivamente, O Rh positivo, Coombs indireto (PAI) negativo e A Rh negativo com Coombs direto (TAD) negativo e teste de eluato positivo. Exames maternos no momento do parto: VDRL (Venereal diseases research laboratory): 1/2 e TPPA (Treponema pallidum particulate agglutination assay): negativo. Colhidos hemograma completo e dosagem de bilirrubinas da RN que revelaram: Hb 14,0 g/dL e Ht 41%,sem quaisquer outras alterações e bilirrubina indireta (BI) 7,0 mg/dL; bilirrubina direta (BD) 0,8 mg/dL e bilirrubina total (BT) 7,8 mg/dL. O diagnóstico para a icterícia e a conduta a ser recomendada são:
A respeito da hepatite A e suas manifestações, pode-se afirmar que:
Considere três mulheres que se apresentam com as seguintes lesões em órgãos genitais externos: I. Exulcerações dolorosas, algumas com aspecto bolhoso ou vesicular coalescente. A base é hiperemiada. Presença de linfadenomegalia inguinal dolorosa. II. Lesão única ulcerada de bordas salientes e endurecidas. A base é avermelhada, não-purulenta e indolor. Presença de linfadenomegalia inguinal dolorosa. III. Lesões múltiplas exulceradas, dolorosas, com contornos elevados e base com exsudato purulento de odor fétido. Os agentes etiológicos mais prováveis dos casos I, II e III são, respectivamente:
Compartilhar