Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Trauma

Em uma paciente, vítima de traumatismo abdominal em choque profundo, distendido com suspeita de múltiplas lesões viscerais, uma abordagem para controle de danos NÃO inclui:

A
Rápida abordagem da cavidade abdominal para descompressão.
B
Hemostasia cirúrgica dos grandes vasos abdominais que sangram ativamente.
C
Hemostasia por tamponamento com compressas dos sangramentos por provável coagulopatia.
D
Fechamento bem hermético de cavidade abdominal para evitar descência.
E
Encaminhamento do paciente para UTI, para ressuscitação, estabilização e uma nova abordagem cirúrgica entre 24 e 48 horas.
Em relação ao pterígio podemos afirmar:
Em relação ao glaucoma crônico de ângulo aberto, assinale a alternativa CORRETA:
Criança com 2 anos é trazida ao pronto-socorro pela mãe em estado torporoso, sudoreico e com salivação intensa. Mãe informa que o início dos sintomas foi agudo e observou quando retornou do banho já que a criança brincava na cozinha. Ao exame observa-se miose e bradicardia. A conduta mais adequada e provável diagnostico são:
Mãe refere que menor de 8 anos apresenta queixa de massa cervical em linha média que modifica ao colocar a língua para fora e que piora ao apresentar infecção de vias aéreas superiores. Nesse caso, qual o provável diagnóstico?
Compartilhar