Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Trauma

Em uma paciente, vítima de traumatismo abdominal em choque profundo, distendido com suspeita de múltiplas lesões viscerais, uma abordagem para controle de danos NÃO inclui:

A
Rápida abordagem da cavidade abdominal para descompressão.
B
Hemostasia cirúrgica dos grandes vasos abdominais que sangram ativamente.
C
Hemostasia por tamponamento com compressas dos sangramentos por provável coagulopatia.
D
Fechamento bem hermético de cavidade abdominal para evitar descência.
E
Encaminhamento do paciente para UTI, para ressuscitação, estabilização e uma nova abordagem cirúrgica entre 24 e 48 horas.
Com relação aos defeitos congênitos da parede abdominal, assinale a correta:
Qual é o sinal/sintoma mais precoce do câncer glótico?
Assinale a alternativa INCORRETA, a respeito de epilepsias na infância.
Lactente de 10 meses apresenta crise convulsiva generalizada em vigência de febre (T. axilar de 39°C), com duração inferior a 15 minutos. Não apresenta sinais de irritação meníngea, exame neurológico sem alterações, sem evidência de foco infeccioso. Apresentara quadro semelhante aos 6 e 9 meses, sendo atendido em hospital nos dois episódios. Não usa medicação profilática. Após estabilizar o paciente, seria fundamental a realização de qual exame complementar para confirmação diagnóstica?
Compartilhar