Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Endocrinologia

Escolar de 10 anos, diabético tipo 1, insulinodependente , é levado ao ambulatório devido dificuldade controle glicêmico pela manhã ao acordar. Segundo sua mãe a criança acorda no início da madrugada com cefaleia e sudorese fria, mas pela manha a glicemia capilar encontra-se sempre elevada e a glicosúria é positiva. Em uso de insulina intermediária e rápida (3U/kg/dia) em esquema de 12/12h. Qual a provável causa da instabilidade glicêmica desta criança?

A
Infecção recorrente;
B
Hipersensibilidade a insulina;
C
Período de lua de mel;
D
dose baixa de insulina;
E
Fenômeno de Somogyi.
Mulher de 64 anos, obesa, com história de hipertensão arterial e diabetes mellitus, há 3 meses com edema generalizado insidioso de evolução progressiva, fadiga e dispneia de esforço. A radiografia de tórax revelou congestão pulmonar sem cardiomegalia. Eletrocardiograma de repouso mostrou hipertrofia ventricular esquerda sem distúrbios da condução ou sinais de infarto miocárdio prévio. Neste caso, um ecocardiograma com Doppler provavelmente revelará:
Paciente 62 anos no 22º dia pós-operatorio de colectomia esquerda videolaparoscópica para ressecção neoplasia de cólon com metástase hepática, apresentava-se bem e com boa evolução clínica, porém passou a apresentar dor e edema de todo o membro inferior direito ha 24 horas. Ao exame paciente bem, consciente, orientado, eupneico, pulso cheio, Fc 78bpm. Membro inferior direito: Dor em panturrilha, edema em perna e coxa, cacifo presente, pulsos 3/3+. Sobre o quadro do paciente, é CORRETO afirmar:
Com respeito à Afasia, assinale a CORRETA.
Numa paciente de 53 anos que apresentava dor abdominal eventual, anemia, episódios de melena e mudança do hábito intestinal, os exames, incluindo ultrassonografia, colonoscopia e tomografia computadorizada, levaram a suspeita diagnóstica de uma mucocele do apêndice. No ato cirúrgico, o diagnóstico de mucocele do tipo III foi confirmado. Qual a conduta terapêutica a ser adotada?
Compartilhar