Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Infectologia

Doenças Respiratórias

Escolar de 12 anos inicia com quadro de mal-estar, tosse seca, dor de garganta, cefaleia e febre. Duas semanas após, procura o médico por agravamento da tosse que é persistente, muito intensa, em paroxismos, com escarro mucoide. Ao exame físico, auscultam-se alguns roncos nas bases. O exame radiológico de tórax mostra broncopneumonia intersticial. O agente mais provável para esse quadro é:

A
Staphylococcus aureus.
B
Haemophilus influenzae.
C
Mycoplasma pneumoniae.
D
Pseudomonas aeruginosa.
E
Streptococcus pneumoniae.
Duas semanas após a realização de uma colecistectomia laparoscópica, uma paciente de 30 anos apresenta-se ictérica. O exame ultrassonográfico do abdome revela leve dilatação das vias biliares intra e extra-hepáticas com imagem ecogênica produzindo sombra acústica localizada no colédoco distal. A melhor conduta nesse caso é:
A Campanha Choosing Wisely é uma iniciativa da American Board of Internal Medicine (ABIM), que reúne recomendações baseadas em evidências de diversas especialidades com o objetivo de ajudar médicos e pacientes na tomada de decisão em várias situações clínicas. Alguns princípios norteadores da boa prática em Geriatria foram publicados nessa campanha pela Sociedade Americana de Geriatria, como:
No conceito de "visão crítica de segurança" durante realização de colecistectomia videolaparoscópica, é CORRETO afirmar:
No paciente oncológico, a cirurgia contribui para a deterioração progressiva do estado nutricional pelos seguintes fatores, EXCETO:
Compartilhar