Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Infectologia

Doenças Respiratórias

Escolar de 7 anos apresenta boa evolução clínica durante o tratamento hospitalar de pneumonia comunitária com uso de penicilina cristalina. No quinto dia de tratamento, o antibiograma mostra cepa resistente de pneumococo, pelo disco de oxacilina. Qual a conduta mais adequada nesse caso?

A
Associar vancomicina
B
Associar cefalosporina.
C
Manter o tratamento com penicilina.
D
Associar meropenem.
E
Trocar por antibiótico estável a betalactamase.
Prematuro, idade gestacional 30 semanas, nascido de parto cesária (bolsa rota, 24h ) foi tratado durante 10 dias para sepse precoce confirmada com ampicilina e gentamicina, através de cateter umbilical, que foi mantido durante sete dias. Está em uso de ventilação mecânica desde o nascimento e nutrição parenteral parcial há 15 dias. No 17º dia de vida, apresenta sinais clínicos de sepse tardia, com enterocolite nocresante. Selecione a opção que identifica CORRETAMENTE fatores para sepse tardia:
Menino, oito anos, é trazido à consulta ambulatorial por apresentar tosse diária há mais de dois meses e sensação de aperto no peito, principalmente à noite. Segundo a mãe, esses sintomas têm interferido no seu sono, pois ele acorda toda noite devido à tosse. Relata alívio temporário com o uso de beta-2 inalatório. História prévia de asma, porém, sem sintomas há um ano. Quanto à classificação da gravidade do quadro respiratório desse escolar, pode-se afirmar que se trata de asma:
No tratamento de Hiperplasia Prostática Benigna (HPB):
Na hemorragia digestiva alta não varicosa podemos afirmar: 1) Em cerca de 20 a 30% dos episódios o sangramento gástrico cessa espontaneamente. 2) No tratamento clínico, o jejum deve ser mantido pelo menos por um período de 24 horas independente de ter sido aplicado método terapêutico endoscópico. 3) Lavagem gástrica com soro fisiológico gelado a 10 graus centígrados por sonda nasogástrica, através de sucessivas introduções e retirada de 250 a 500 ml de soro tendo a finalidade de fazer vaso constrição local. 4) O uso de 80 mg em bolo de Omeprazol, seguido de 40 mg de 8 em 8 horas, eleva o pH gástrico acima de 6, diminuindo a taxa de recidiva e de sangramento. 5) O uso de antiácidos com a finalidade de elevar o pH gástrico foi comprovado definitivamente que essa atitude se acompanha de efeitos benéficos.
Compartilhar