Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Escolar de 8 anos, apresentando quadro sugestivo de GNDA pós estreptocócica, na quarta semana de doença ainda mantém hipertensão arterial e hematúria macroscópica. Exames complementares: Proteinúria 70 mg/Kg/dia; ureia 90 mg/dl; creatinina 3,7 mg/dl; ultrassonografia de vias urinária, rins aumentados de volume, sem perda da relação corticomedular. Neste caso indica-se:

A
Restrição hídrica rigorosa e dieta hipoproteica;
B
Plasmaférese e pulsoterapia ciclofosfamida;
C
Biópsia renal e pulsoterapia com metilprednisolona;
D
Diuréticos de alça e inibidores da enzima conversora;
E
Corticoide e ciclofosfamida por via oral;
Considerando o monitoramento do ritmo cardíaco, a parada cardiorrespiratória na criança ocorre mais frequentemente com o ritmo em
O diagnóstico mais provável do caso acima é:
Recém-nascido a termo, filho de mãe com DHEG, nascido de parto cesárea com apgar de 8 e 9 e peso de nascimento de 1.790 gramas, é liberado ao alojamento conjunto logo após o nascimento, ativo, já tendo sugado ao seio. Com 14 horas de vida, apresenta-se hipoativo, hipotônico, com sucção débil e tremores. O provável diagnóstico é:
Uma criança do sexo masculino é trazida ao ambulatório para consulta com cinco dias de vida após parto normal, a termo, com peso de nascimento de 3300 g e apgar de 9 e 9, tendo recebido alta da maternidade com 48 horas de vida em aleitamento materno exclusivo. Ao exame, nota-se que o recém-nascido apresenta leve icterícia em face e peso de 3200 g. Além da vacinação e coleta do teste do pezinho, as orientações para a mãe do menino são reforçar e orientar a manutenção do aleitamento materno,
Compartilhar