Questões na prática

Pediatria

Doenças Respiratórias

Escolar de 9 anos apresenta tosse produtiva há 4 semanas. Refere ter apresentado astenia, febre baixa e coriza nos primeiros 2 dias. Evoluiu com otalgia no terceiro dia e foi medicado com Amoxicilina por 7 dias com melhora, porém a tosse persistiu e se tornou coqueluchoide. Nega febre, coriza nas últimas semanas. Ao exame: BEG, corado, eupneico, afebril, com roncos e ESC em bases. RX de tórax com padrão broncopneumonico na base D. O provável agente etiológico e tratamento são:

A
Pneumococo - Penicilina Procaína
B
Pneumococo - Amoxicilina
C
Haemophilus influenzae tipo B - Ceftriaxona
D
Micoplasma pneumoniae - Eritromicina
E
Estafilococo - Oxacilina
Homem de 20 de idade, há uma semana com febre, mal-estar, fadiga e dor de garganta. Ao exame, a faringe estava hiperemiada sem exsudato. Adenopatia cervical posterior. Hepatimetria de 12 cm e esplenomegalia. Exames complementares: leucócitos 12.000, linfocitose e linfócitos atípicos, bilirrubina total de 2 mg/dl, AST e ALT de 70 UI/I. Anticorpo heterófilo positivo. Tinha sido medicado com ampicilina e desenvolvido erupção maculo-papular pruriginosa. O diagnóstico mais provável é:
Homem de 22 anos de idade, portador de meningoencefalite recebe uma dose de 1 g EV de um antibiótico em infusão rápida e apresenta prurido, eritema no pescoço e tórax, sendo imediatamente suspenso o medicamento. Que antibiótico foi administrado a esse paciente?
Os divertículos esofageanos são extrusões saculares da parede do esôfago. Os sintomas de disfagia, regurgitação de alimentos não digeridos e halitose sugerem o diagnóstico de:
Um paciente de 42 anos, masculino, apresenta-se a um serviço de emergência com queixa de dor abdominal difusa de forte intensidade, iniciada subitamente há 6 horas. Ao exame possui fácies de dor e abdômen com rigidez intensa e defesa involuntária difusa. Seus exames de laboratório são inocentes, exceto por discreta leucocitose sem desvios. A rotina de abdome agudo mostra uma lâmina de ar abaixo da cúpula diafragmática direita. A localização mais frequente da patologia provável nesse caso é:
Compartilhar