Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Geral

Estudos recentes têm recomendado evitar a oferta exagerada de fluidos intravenosos, tanto no intra quanto no pós-operatório de operações eletivas. Reposição hidroeletrolítica mais vigorosa pode reduzir a prevalência de complicações pós-operatórias em pacientes com:

A
Nefropatias crônicas
B
Desnutrição grave
C
Idade superior a 70 anos
D
Icterícia obstrutiva
E
Insuficiência cardíaca
Um paciente de 60 anos é portador de doença ulcerosa péptica gástrica de longa data. Já realizou mais de 15 endoscopias nos últimos 30 anos. Apresentou um episódio de hemorragia digestiva alta por úlcera gástrica há 02 anos. Há 20 dias realizou uma nova endoscopia que evidenciou uma nova úlcera pré-pilórica. A biópsia foi negativa para neoplasia e para a coloração de giemsa. Sua dosagem sérica de gastrina está normal. Sua esposa deseja que o paciente realize uma cirurgia com menor mortalidade. A melhor escolha do seu médico é:
A localização mais frequente de osteomielite hematogênica no adulto é:
Mulher, 32 anos, com queixa de dor facial em peso, cacosmia e rinorréia posterior há três meses. Realizou tratamento com diversos antibióticos nesse período sem resolução do quadro. Em tomografia de seios da face nota-se velamento isolado de seio maxilar direito, conteúdo heterogêneo com calcificações de permeio e grau moderado de rarefação óssea junto as suas paredes medial e posterior. Qual a hipótese diagnóstica mais provável e a terapêutica mais indicada para essa paciente?
Simone, 7 dias de vida, foi avaliada em sua primeira consulta pelo médico da família Dr. Leonardo. A anamnese evidenciou história de nascimento com 39 semanas de gestação, por parto normal, em apresentação cefálica, com escore na escala Apgar igual a 6 no primeiro minuto. O fator que aumenta o risco de de displasia evolutiva de quadril no caso descrito é:
Compartilhar