Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Hematologia

Pediatria Geral

Fábio, 3 anos de idade, retorna ao ambulatório de pediatria com o resultado de um hemograma em que foram salientados os seguintes itens: hemoglobina - 9,5 g/dl, VCM 70 µ³, CHCM 29 g/dl e RDW 17%. Foi observado ainda discreto aumento do número de plaquetas. Com estas informações, é possível afirmar:

A
Trata-se de uma anemia macrocítica e hipocrômica, devendo ser reposto apenas ácido fólico na dose de 1 a 5 mg/dia.
B
Trata-se de uma anemia macrocítica e hipocrômica. A presença de aumento de plaquetas indica que, além de ácido fólico, deve ser reposto vitamina B12, já que a medula está lançando formas jovens de plaquetas na circulação periférica.
C
A presença de RDW aumentado permite dizer que não é uma anemia ferropriva que se caracteriza por ser microcítica, hipocrômica, com hemoglobina e RDW diminuídos.
D
Trata-se de um hemograma compatível com Talassemia major, sendo necessária a eletroforese da hemoglobina para confirmação do diagnóstico.
E
O quadro laboratorial é sugestivo de anemia ferropriva.
Em unidade básica de saúde, você recebe uma paciente de 44 anos de idade por alteração no exame de glicemia. A paciente relata ganho de peso gradual (25 kg/10 anos) e cansaço aos grandes esforços. Nega poliúria, polidipsia ou outras queixas. Nega uso de medicações. Relata ter uma irmã com Diabetes Mellitus em tratamento o qual não sabe especificar. Apresenta ao exame físico, índice de massa corporal de 34 kg/m²; circunferência abdominal 94 cm; FC: 84 bpm, PA: 110 x 75 mmHg, sem outros achados relevantes. Exames subsidiários: glicemia de jejum: 118 mg/dl, colesterol total: 238 mg/dl, triglicérides 213 mg/dl, colesterol HDL: 53 mg/dl. O diagnóstico e conduta inicial mais adequados são:
Recém-nascido prematuro de 32 semanas, com Apgar 8 e 9 evoluiu com doença da membrana hialina. Está com 10 dias de vida com parâmetros respiratórios muito bons. Desde o 2º dia iniciou a alimentação enteral mínima por sonda nasogástrica, com boa aceitação e evacuação normal de mecônio. Há 2 horas apresentou letargia, palidez, taquicardia e distensão abdominal acentuada com drenagem de grande quantidade de líquido de estase pela sonda. Nota-se distensão dolorosa à palpação profunda, sem sinais flogísticos e o RX simples de abdome revela apenas distensão gástrica e opacidade no restante do abdome. O diagnóstico mais provável é:
Homem, 60 anos de idade, tabagista e cardiopata, deu entrada na UTI com diagnóstico de pielonefrite e choque séptico, necessitando de noradrenalina em altas doses e ventilação mecânica invasiva. Após 3 dias na UTI, apresentou dificuldade de desmame ventilatório e o RX de tórax mostra infiltrado pulmonar bilateral, PaO2/FIO2 "menor ou igual a" 200, pressão de oclusão da artéria pulmonar < 18 mmHg. O diagnóstico é:
Homem, 25 anos de idade, pesando 80 kg, sofreu queimadura ao acender a churrasqueira com álcool. Houve queimadura na metade inferior do tronco anterior, todo o membro superior direito, face anterior do membro superior esquerdo, todo o membro inferior direito e a face anterior do membro inferior esquerdo. Jogaram-no na piscina e logo a seguir levaram-no para o hospital, onde chegou 30 minutos após o acidente, queixando-se de muita dor. Todas as áreas queimadas estavam com bolhas, algumas íntegras e a maioria rotas. Assinale a alternativa CORRETA relativa ao atendimento inicial.
Compartilhar