Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Infectologia

Hepatologia

Fisioterapeuta de 35 anos de idade, branco, casado. Realizou exames laboratoriais para admissão em concurso público. Assintomático. Exames complementares hemograma, glicemia, ureia, gama glutamiltranspeptidade, fosfatase alcalina e aminotransferases normais. Exame físico nada digno de nota. Encaminhado ao gastroenterologista por apresentar como perfil viral HBsAg (+); Anti-HBc IgM (-); Anti-HBc IgG (+); Anti-HBs (-); HBeAg (+); Anti-HBe (-). O perfil viral deste paciente sugere:

A
Teve hepatite B e está curado
B
Esta em fase aguda da hepatite B
C
Tem hepatite crônica B em atividade
D
Tem hepatite crônica B mutante pré-core
E
E portador inativo do vírus B
Adolescente de 15 anos, sexo feminino, é levada ao ambulatório por seus pais, preocupados com sua magreza. Relatam que a filha apresenta medo intenso de ganhar peso, analisa todas as calorias dos alimentos que vai ingerir, está sempre procurando sites de alimentação na internet com objetivo de se manter abaixo de 40 kg. Exame físico: emagrecida; palidez cutâneo-mucosa; P: 39,5 kg (abaixo de pB); altura: 1,58 m (p50); IMC: 15,8; FC: 48 bpm; Tax.: 36°C; PA: 100 x 65 mmHg. Estadiamento de Tanner: M4P4. A hipótese diagnóstica mais provável é:
Menino de 16 anos chega à emergência com história de cefaleia e congestão nasal há 5 dias. No dia do atendimento evoluiu com edema do olho direito, cefaleia frontal à direita e vômitos. O exame físico revela paciente letárgico, mas despertável, proptose do olho direito e congestão nasal. A nuca está livre e não há outra alteração no exame físico. O exame a ser realizado nesse caso será:
Paciente de 34 anos vem ao pronto atendimento com história do aumento do testículo direito. Ao exame você percebe um nódulo endurecido local. O paciente refere que ainda não tem filhos. Qual a melhor conduta neste caso?
Em relação à convulsão febril na infância, é correto afirmar que:
Compartilhar