Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Doenças Respiratórias

Frente a um recém nascido pré-termo tardio (idade gestacional de 361/7 semanas), com peso ao nascer de 2.700 gramas, de parto cesárea, sem sofrimento antenatal, sem trabalho de parto prévio e que desenvolve desconforto respiratório logo após o nascimento, caracterizado por taquipneia, tiragem intercostal e diafragmática, qual é o diagnóstico mais provável?

A
Doença de membranas hialinas.
B
Taquipneia transitória do recém nascido.
C
Síndrome de aspiração meconial.
D
Pneumonia.
E
Imaturidade pulmonar.
Homem de 22 anos de idade procura a Unidade Básica de Saúde de seu bairro com náuseas, vômitos e “caroço doloroso na virilha”. Informa que há três anos essa massa aparece quando faz esforço e desaparece ao deitar-se, mas desta vez vem se mantendo há dois dias. Ao exame físico: paciente em bom estado geral e aumento de volume na região inguinal e do escroto direito, com dor à palpação. A conduta a ser adotada pelo médico da Unidade é:
Paciente adulto jovem com lacrimejamento bilateral tipo aquoso, sensação de corpo estranho nos olhos. Relata casos semelhantes em seu ambiente de trabalho. Qual o mais provável diagnóstico e sua etiologia?
Em relação à hérnia umbilical do recém-nascido é CORRETO afirmar:
Criança de 1 ano e 10 meses procurou a emergência pediátrica por quadro de febre, coriza, tosse e sibilância (4º episódio) iniciado há 18 horas. Mostrava-se ativa, a despeito da dispneia/sibilância. Com exceção das alterações relacionadas ao aparelho respiratório, o resto do exame físico era normal. Durante a permanência no hospital, apresentou crise epiléptica generalizada, em vigência de febre (38 °C), com duração aproximada de 5 minutos, sem recorrência ou intercorrências até o momento da alta após 36 horas do internamento pelo quadro respiratório. A mãe informou que foi a primeira crise e que a criança era saudável. Negou história familiar semelhante. Em relação ao caso acima, qual a afirmação CORRETA?
Compartilhar